O Facebook anunciou nesta segunda-feira (26) o lançamento de uma série de jogos por streaming na nuvem que podem ser acessados pelo aplicativo da rede social no Android e no próprio navegador. A iniciativa faz parte do Facebook Gaming, a nova divisão de games da empresa.

De acordo com o comunicado do Facebook, cerca de 200 mil pessoas jogam na plataforma via streaming semanalmente. Por enquanto, a promessa é que os jogos continuem sendo gratuitos – por isso, a maioria do catálogo conta com jogos para dispositivos móveis. A ideia, no entanto, é aprimorar com o tempo para que a empresa possa cobrar pela qualidade do conteúdo oferecido.

Além de manter os jogos gratuitos, uma das ressalvas feitas é que os usuários poderão continuar acessando os games na guia Jogos ou no Feed de Notícias. O único local em que o Facebook Gaming não estará disponível é no iOS devido à política de jogos na nuvem da Apple. A própria Microsoft parece ter se cansado de bater de frente com a empresa e encontrou uma forma de driblar as regras.

Os primeiros jogos a estrearem em versão beta na plataforma incluem: Asphalt 9: Legends, da Gameloft; Mobile Legends: Adventure, da Moonton; PGA TOUR Golf Shootout, da Concrete Software, Inc.; e Solitaire: Arthur’s Tale, da Qublix Games. Dirt Bike Unchained, da Red Bull, deve chegar nas próximas semanas.

Um ponto interessante do comunicado é a afirmação do Facebook de que “não vamos prometer demais e entregar menos”. A empresa explica que a decisão de iniciar com jogos tolerantes à latência tem como objetivo oferecer uma boa experiência em diferentes dispositivos. Segundo a publicação no blog, a ideia é coletar periodicamente o feedback dos usuários para aprimorar a plataforma.

A variedade de gêneros de jogos também deve aumentar conforme as versões beta forem evoluindo. O Facebook planeja adicionais mais jogos de ação e aventura já no início de 2021 e já adianta que eles terão compras no aplicativo e anúncios, dependendo do formato do jogo e do desenvolvedor. De acordo com a CNBC, o Facebook irá reter 30% da receita de compras feitas dentro dos jogos em nuvem.

Outra novidade do Facebook Gaming é a possibilidade de criar um nome e avatar para os jogos, evitando utilizar o nome real e foto de perfil da rede social. Esses apelidos, no entanto, não substituirão os nomes no Facebook, sendo utilizados apenas nos jogos.

Para quem costuma se irritar com os anúncios, o Facebook também está incluindo anúncios jogáveis para amenizar essa quebra na experiência do usuário durante uma partida. Segundo o comunicado, esse formato envolve menos custos e tempo para os desenvolvedores, além de permitir que os jogadores tenham uma “noção melhor do jogo antes de investirem dinheiro, tempo de download ou espaço de armazenamento”.

Por enquanto, o Facebook Gaming só estará disponível em algumas regiões dos Estados Unidos, sem previsão para o lançamentos em outros países.