O Facebook tem planos de transformar o Messenger em uma plataforma independente: na verdade, você nem precisa de uma conta na rede social para usá-lo. Agora, o app ganhou integração com o Uber; eis como isso funciona.

Após atualizar o app do Messenger, o usuário pode fazer duas coisas: tocar em um endereço na conversa e depois em “Solicitar carro”…

messenger-uber-request-ride

… ou tocar no botão Mais e selecionar “Transporte”. Neste caso, você entrará em um chat automático com o Uber, recebendo detalhes do carro e avisos de quando ele estiver chegando.

messenger-uber-more-button

Usuários do Uber podem conectar suas contas ao Messenger, enquanto novos usuários podem se inscrever diretamente no app de mensagens. (Aparentemente, essa integração faz com que o Facebook tenha acesso aos seus dados de cartão de crédito.) E na primeira vez que alguém chamar um Uber pelo Messenger, a viagem é gratuita até o valor de US$ 20.

O recurso foi liberado para usuários em algumas cidades nos EUA, e será lançado no futuro em outros países. O Messenger tem 700 milhões de usuários ao redor do mundo.

Essa integração não ficará restrita ao Uber: fontes dizem ao TechCrunch que o Lyft, um serviço concorrente nos EUA, vai oferecer corridas através do Messenger a partir de janeiro.

Seth Rosenberg, gerente de produto no Facebook, sugere ao TechCrunch que o Messenger será capaz de fazer ainda mais – por exemplo, comprar ingressos. Além disso, o Facebook fez uma parceria com a empresa aérea KLM para reservar voos através do Messenger; isso será lançado no início de 2016.

Este ano, o Facebook acrescentou gradualmente novos recursos ao Messenger. Em março, ele se transformou em uma plataforma para apps simples, que geralmente envolvem GIFs e selfies; e liberou transferências de dinheiro entre contatos nos EUA. Além disso, eles vêm testando o M, um assistente pessoal integrado ao Messenger.

[Facebook e Uber via TechCrunch e New York Times]