O popular serviço de mensagens WhatsApp pode ser a próxima grande aquisição envolvendo muito dinheiro no mundo mobile. Segundo o TechCrunch, o Facebook considera abrir a sua grande carteira em direção ao app de chat multiplataforma.

ATUALIZAÇÃO: O WhatsApp nega o rumor. Ao AllThingsD, a empresa diz que “o artigo do TechCrunch é um rumor e não é factualmente correto”. Múltiplas fontes também dizem ao AllThingsD que não há negociações por enquanto.

Estima-se que o WhatsApp tenha mais de 100 milhões de usuários ativos que enviam cerca de 1 bilhão de mensagens por dia, todos usando planos de dados ou conexão wi-fi que operam fora da tradicional rede móvel de ligações e das cobranças de mensagens de texto.

O interessante é que o acordo envolveria o Facebook comprando um app que é atualmente pago (e não acreditem no hoax que diz que ele vai virar pago), com os desenvolvedores do WhatsApp cobrando US$ 0,99 pela versão de iOS e oferecendo ele de graça para Android, BlackBerry, Symbian e Windows Phone por um ano, e depois cobram US$ 0,99 anualmente para os usuários.

Como o The Next Web destaca, a possível aquisição seria similar à do Instagram. Como principal plataforma de comunicação do mundo, o Facebook precisa crescer no mobile para conseguir monetizar com isso. O WhatsApp poderia ajudar. A popularidade dele pode ser confirmada na parte de reviews da Google Play Store – são quase de 2 milhões de usuários recomendando o serviço. [TechCrunch via The Next Web]