Praticamente todo mundo que jogava FarmVille acabou abandonando o jogo há muito tempo. E, agora, não dá mais para matar as saudades, já que o game não está mais disponível: 31 de dezembro de 2020 foi o último dia em que deu para visitar sua fazendinha.

A Zynga anunciou a decisão no início de setembro, alertando os poucos que ainda jogavam o jogo original. É um pouco desconcertante, considerando que o FarmVille original estreou pela primeira vez há 11 anos, em 2009. Desde então, vieram FarmVille 2, FarmVille 2: Country Escape e FarmVille 3. O game provavelmente teria continuado se não fosse pelo fato de o jogo rodar em Flash, que foi descontinuado pela Adobe.

Ainda assim, embora a popularidade tenha diminuído, houve uma época em que o FarmVille definia a experiência no Facebook. Era só fazer login que aparecia um monte de notificações e cutucadas com pedidos de ajuda de amigos com quem você não falava há anos. Quem era esperto ignorava as notificações, mas muita gente acabou sugada para um jogo estúpido de plantar tomates e cenouras virtuais, que eram colhidos e trocados por… porcarias colecionáveis e construções no jogo.

Tinha gente que até gastava dinheiro de verdade para acelerar os tempos de espera insuportáveis, porque era realmente entediante ficar olhando para um canteiro de morango virtual por quatro horas. Alguns de nós — eu não, eu juro — podem até ter esquecido de colocar um despertador e entrado um pouco tarde demais, quando a colheita de morangos já havia murchado e morrido.

Se você já se pegou questionando sua existência e perguntando por que você, um indivíduo racional, ficaria tentado a gastar dinheiro real ganho com tanto esforço em um jogo tosco para celular, você pode agradecer ao FarmVille por isso. Embora não tenha inventado essas mecânicas de loops em tempo real e loot boxes, ele desempenhou um papel importante em popularizá-los para o grande público.

Candy Crush Saga, Angry Birds e todos aqueles outros jogos grátis com microtransações irritantes se inspiraram no FarmVille. Dito isso, seu sucesso também mudou o cenário dos games, convidando os desenvolvedores a criar jogos casuais para celular e navegador que atraíssem grupos demográficos mais amplos.

Em seu pico, FarmVille tinha 32 milhões de usuários ativos diários e um total de 85 milhões de jogadores, de acordo com o New York Times. Em 2013, havia acumulado US$ 1 bilhão em compras de usuários. Sua morte não vai deixar um saudades, já que existem inúmeras cópias (assim como várias sequências e expansões oficiais de FarmVille). Mesmo assim, ele uma parte importante da história dos games modernos e deixou um legado, ainda que dúbio.