Tecnologia

Fim da linha: estes são os iPhones que vão ficar sem o iOS 17

Apple anunciou detalhes sobre o iOS 17, que deve estrear no segundo semestre. iPhones X, 8 e 8 Plus não serão elegíveis para o novo sistema
Modo Stand-By, novidade do iOS 17. Imagem: Apple/Divulgação

A WWDC 2023, conferência mundial de desenvolvedores da Apple, anunciou detalhes sobre o aguardado iOS 17, que deve ser lançado no segundo semestre. Uma notícia, como sempre, não foi tão animadora: certosmodelos de iPhone ficarão sem suporte para o novo sistema operacional.

Quem usa iPhone X, iPhone 8 e 8 Plus não poderá atualizar para o iOS 17. Anunciados em 2017, os dispositivos já não terão mais suporte para novas atualizações. Somente os smartphones posteriores serão elegíveis para adotar o novo software – ou seja, os iPhones XS, XS Max e XR, bem como modelos das linhas SE (2020), SE (2022) e iPhones 11, 12, 13 e 14.

Com o iOS 16, no ano passado, ficaram de fora os iPhones 6S, 7 e 7 Plus. Ao contrário do que muitos pensam, os modelos “aposentados” não ficam exatamente obsoletos. Eles apenas mas não podem adotar o novo iOS e nem receber recursos de segurança no dia em que eles estão disponíveis.

Vale ressaltar que a cada ano mais linhas ficam sem atualizações. Em 2024, quando o iOS 18 for lançado, dispositivos como iPhone XS e 11 devem entrar na lista de não-elegíveis para suporte de novos sistemas operacionais.

Imagem: Apple/Divulgação

Atualizações variam conforme modelo de iPhone

Todos os smartphones elegíveis para o iOS 17 terão as novidades mais importantes, como a função “namedrop” de compartilhamento rápido de informações de contato; o modo StandBy, que permite exibir mais widgets úteis na tela de descanso; e a funcionalidade Check-In, para notificar amigos e familiares de que chegou a casa em segurança.

A notícia ruim para os usuários de iPhones “das antigas” é que alguns recursos mais sofisticados são exclusivos para os iPhones novos. As reações baseadas em gestos com efeitos de realidade aumentada no FaceTime, por exemplo, requerem um iPhone 12 ou posterior.

Também é necessário um iPhone 12 ou mais recente para algumas melhorias de autocorreção no teclado e sugestões de preenchimento automático. Existe também uma nova funcionalidade de acessibilidade chamada “Apontar e falar”, capaz de ajudar pessoas com deficiências visuais. A ferramenta está limitada aos modelos Pro dos iPhones 13, 12 e 14.

Outras novidades do iOS 17

Outra novidade é o Journal. A ferramenta tem proposta de diário e visa facilitar o acesso a usuários a recursos de anotações — uma forma para que fãs da Apple compartilhem seus pensamentos e sensações naquele dia.

A Apple também anunciou que os usuários poderão enviar mensagens de voz em vídeo no FaceTime. Isso facilita na hora de deixar um recado para aquela pessoa com quem você tentou conversar mas ela não atendeu a ligação. Também será implementada uma funcionalidade que permite transcrever mensagens do correio de voz em tempo real.

O app Mensagens, mensageiro nativo do iPhone, vai permitir o compartilhamento de localização (algo que o WhatsApp já faz) e também passar a transcrever mensagens de áudio (função que o rival verdinho deve anunciar em breve).

Como ficam os iPads com o novo iPadOS 17?

A atualização do iPadOS 17, a ser lançada no segundo semestre, também deixa de oferecer suporte para a maioria dos dispositivos anteriores a 2018 que o iPadOS 16 ainda suportava. O iPad 5ª geração e os primeiros iPad Pros de 12,9 e 9,7 polegadas de 2015 e 2016 entram para a lista dos “aposentados”. Todos os outros iPad Pros, o iPad Air de terceira geração e posterior, e o iPad mini de 5ª geração e posterior serão elegíveis para o iPadOS 17.

Assine a newsletter do Gizmodo

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas