Após lançar o FIFA 22 na semana passada, a EA (Electronic Arts) Sports, que produz o jogo, anunciou que está considerando mudar o nome da franquia. A informação foi revelada na última quinta-feira (7), pelo vice-presidente da EA Sports, Cam Weber.

“Embora estejamos apenas no início de nossa jornada no jogo deste ano, também estamos focados em aonde iremos a partir daqui… Estamos aqui para criar as melhores experiências para fãs de futebol de todos os lugares. Conforme olhamos para o futuro, também estamos explorando a ideia de renomear nossos jogos”, disse Weber em comunicado enviado a imprensa.

Ele afirmou que a mudança não afetará em nada as parcerias e licenças já existentes no jogo, e que isso significa apenas uma revisão nos direitos de uso do nome FIFA.

A última ediçã,o lançada no dia 1 de outubro, já acumula 9,1 milhões de jogadores, com 460 milhões de partidas disputadas e 7,6 milhões de times do Ultimate Team criados.

A empresa também deixou claro que o contrato assinado com a FIFA para utilização do nome em seus jogos é um acordo separado das licenças obtidas para utilização de nomes e imagens oficiais de clubes, estádios e jogadores.

Cam Weber ainda falou sobre a autenticidade do jogo e da importância que a série teve e tem para os apaixonados por futebol.

“Ao longo de anos construindo nossa franquia, também sabemos que a autenticidade é essencial para a experiência… Investimos continuamente nas parcerias e licenças mais importantes para os jogadores. Por isso, o nosso jogo é o único local onde se pode jogar autenticamente a icônica UEFA Champions League, UEFA Europa League, Conmebol Libertadores, Premier League, Bundesliga, e LaLiga, entre muitos outros”, dizia outro trecho do comunicado.

 

“O futuro do futebol é muito grande e brilhante. Nossa prioridade é garantir que tenhamos todas as oportunidades de continuar oferecendo as melhores experiências de futebol interativo do mundo”, afirmou o vice-presidente.

Assine a newsletter do Gizmodo

A EA produz edições anuais da série FIFA desde 1993, bem como versões spin-off para usuários de PlayStation, Xbox e outros dispositivos.

Um exemplo parecido com esse foi o caso da Konami, que renomeou seus jogos Pro Evolution Soccer como eFootball em 2019. Entretanto, no caso do FIFA que se tornou uma das séries de jogos mais vendidas da história dos videogames, essa mudança parece muito mais chocante para o público.