Nós adoramos tudo da câmera térmica FLIR ONE, anunciada nas CES de 2014, menos duas coisas: ser compatível apenas com dispositivos iOS e exigir que o iPhone ficasse em um case enorme e desengonçado. Então o pessoal voltou às pranchetas e, nesta CES, trouxe uma nova versão que funciona também com Android e é apenas um módulo que se encaixa embaixo do smartphone.

Detalhe da FLIR ONE

Com previsão de disponibilidade para meados de 2015, a FLIR está tentando chegar a um preço de venda ligeiramente menor que os US$ 250 que pede pela FLIR ONE. E essa nova versão não tem apenas o mesmo sistema de duas câmeras que mistura fotos normais e imagens térmicas para facilitar a visualização do que está rolando, mas também um sensor térmico aprimorado com quatro vezes a resolução da original.

O formato compacto da nova FLIR ONE lembra muito a câmera Seek Thermal, lançada alguns meses atrás, mas parece que a FLIR está retomando a dianteira nessa disputa por recursos  porque ela mantém a bateria recarregável com autonomia de uma hora de uso do modelo original – ou seja, ela não drenará a bateria do seu smartphone. O app da FLIR ONE foi bastante melhorado também e agora suporta fotos panorâmicas e até vídeos em time lapse.

Thermie

Outro recurso quase acidental da FLIR ONE, pelo menos no iPhone, é que como a porta Lightning funciona de qualquer lado, dá para virar o módulo e fazer selfies térmicas. Isso pode virar tendência. Eu ouvi “thermies”? Ou pau de selfie com foto térmica, talvez? Quem sabe o que acontecerá no futuro!? Independentemente do que aconteça, é sempre empolgante ver um gadget legal ficar ainda melhor em sua segunda versão. [FLIR]

FLIR ONE num Galaxy S5