A evolução dos AirPods já está disponível no mercado brasileiro. Então, se você quiser os fones de ouvido sem fio da Apple com cancelamento de ruído, é só ir a uma loja que você os encontrará pela bagatela de R$ 2.299.

Apresentado nos EUA e em alguns outros países em outubro, os AirPods Pro têm um design novo comparado com a versão anterior (um pessoal brincou que lembra o corpo de um secador de cabelo) e três pontas de silicone para o ouvido para garantir um encaixe mais seguro e confortável.

AirPods Pro lembram secador de cabeloLembra ou não um secador de cabelo? Crédito: Adam Clark Estes/Gizmodo

Se você pratica atividades físicas, a boa notícia é que diferente dos modelos anteriores, estes são resistentes a suor e água.

Como o WF-1000XM3, da Sony, o grande diferencial desta versão é o cancelamento de ruído ativo. O recurso usa microfones externos dos fones de ouvido para analisar ruídos e, posteriormente, cancelar o que for detectado. Mesmo assim, segundo teste feito pelo Gizmodo US, o cancelamento da opção da Apple não chega a ser tão bom quanto o competidor da Sony.

A alternância entre o modo de cancelamento de ruído e convencional (chamado ambiente) é feito por meio de sensores de toque incorporados nas hastes do aparelho ou diretamente no iPhone.

No que diz respeito à bateria, os AirPods Pro têm autonomia de cinco horas de música via streaming, ou até 4,5 horas com o cancelamento de ruído ligado. Quando acabar a carga, o estojo de carregamento (que suporta carregamento sem fio no padrão Qi) aguenta o suficiente para oferecer até mais 24 horas de reprodução de música.

Ainda que pelo preço os Airpods Pro sejam um acessório de nicho, eu apostaria que em 2020 começaremos a ver mais opções acessíveis de fones de ouvido sem fio (sim, não precisa falar dos AirDots ou RedmiDots que custam bem menos que os AirPods) com cancelamento de ruído.