Menos de um mês depois do LinkedIn anunciar sua saída da China, mais duas empresas de tecnologia norte-americanas também anunciaram o encerramento de seus serviços no país devido à pressão e censura do governo: Fortnite e Yahoo.

A gigante de tecnologia Epic Games anunciou a retirada da China do seu popular jogo de sobrevivência Fortnite apenas uns meses depois das restrições impostas ao maior mercado mundial de jogos digitais.

A mudança foi um duro golpe para a capacidade das empresas obterem lucro no país e fez os preços de suas ações despencarem. Em resposta, a Epic anunciou que encerrará o jogo super popular no país no próximo dia 15 de novembro.

Já o Yahoo, lançado no país em 1999, encerrará completamente suas atividades. Desde 2013, a plataforma vem reduzindo drasticamente o funcionamento de seu serviço de mensagens no país. Um porta-voz da Yahoo justificou a decisão citando “o ambiente comercial e jurídico cada vez mais difícil na China”.

Assine a newsletter do Gizmodo

A empresa americana é a última de uma lista de grandes grupos internacionais a deixar definitivamente o mercado chinês.

Além de LinkedIn e Yahoo, outras redes sociais americanas como Facebook, Twitter, Instagram e YouTube, também já deixaram o país por não se adaptarem as exigências impostas pelo regime chinês.