O inventor Franky Zapata falhou em sua missão de tentar atravessar o Canal da Mancha nesta quinta-feira (25) com sua prancha voadora. No fim das contas, ele conseguiu apenas metade do trajeto aquático de 35 km antes de ele ter problemas de abastecimento e cair na água. Ele estava com um colete salva-vidas e não sofreu nenhuma lesão.

Era para Zapata parar no quilômetro 17 em uma pequena plataforma para poder reabastecer sua prancha voadora. Infelizmente, a plataforma mudou de posição enquanto Zapata descia devido às ondas do canal. Não deu outra: ele caiu na água, segundo informa o Guardian.

O inventor de 40 anos usa uma plataforma voadora que ele próprio desenvolveu. Recentemente, ele apareceu no noticiário durante um desfile do Dia da Bastilha, na França, durante o 14 de julho. O presidente da França, Emmanuel Macron, parecia bem impressionado com a apresentação. No entanto, a escolha de Zapata por carregar uma arma fez com que algumas pessoas ficassem preocupadas.

O Guardian filmou a decolagem de Zapata, embora a gravação não mostre o inventor caindo na água.

Aparentemente, Zapata ficou bem bravo com o plano de reabastecer no Canal da Mancha, que fora exigido pelas autoridades francesas por razões de segurança. As autoridades britânicas, aparentemente, não estavam lá muito preocupadas com o voo, desde que não oferecesse perigo ao público.

A quantidade de combustível necessária para dispositivos de aviação pessoal tem sido, historicamente, um grande impedimento para equipamentos pessoais de voo. Jetpacks, por exemplo, existem desde a década de 1960 e são produtos bem desenvolvidos. No entanto, o problema sempre foi a quantidade de combustível necessária para viajar por mais do que uma curta distância. Na década de 1960, jetpacks conseguiam ficar no ar por cerca de 30 segundos.

Comparado com atualmente, a diferença é bem grande. A prancha voadora pode ficar alguns minutos voando, mas o problema de combustível persiste.

Pessoas observam Franky Zapata voando sobre o Canal da Mancha

Pessoas observam Franky Zapata voando sobre o Canal da Mancha.Crédito: AP

A decisão da tentativa de atravessar o Canal da Mancha nesta quinta-feira (25) não foi feita por acaso. É o aniversário do 110º aniversário do voo de Louis Blériot sobre o Canal da Mancha. Blériot fez o primeiro voo sobre o canal em 1909.

Que você tenha mais sorte na próxima, Zapata. Estaremos torcendo por você.