Embora os fundadores do Instagram, Kevin Systrom e Mike Krieger, tenham deixado o aplicativo de compartilhamento de fotos que criaram em 2018, eles não pararam de trabalhar juntos. O último projeto é o Rt.live, um rastreador de COVID-19 para cada estado dos EUA.

O rastreador calcula o Rt, ou a taxa efetiva de reprodução, que é a taxa de transmissão do vírus em um determinado tempo. Em outras palavras, a métrica é a estimativa de quantas infecções secundárias podem se desenvolver devido a uma única infecção em uma área específica. Se o número estiver acima de um, significa que há mais probabilidade de casos nessa área. Por outro lado, se estiver abaixo de um, há probabilidade de menos casos.



O Rt.live pega esse conceito e o coloca em um simples gráfico que mostra qual é a taxa reprodutiva efetiva atual (Rt) em todos os estados dos EUA.

As regiões que têm um Rt abaixo de um são mostrados como pequenos pontos verdes, enquanto aqueles que têm um Rt acima de um são mostrados em vermelho. Até ontem, 18 de abril, apenas 15 estados tinham um Rt abaixo de um. Com 0,42, Connecticut teve a pontuação mais baixa. O Dakota do Norte, que não tem regras de distanciamento social, teve a pontuação mais alta com 1,7.

Gráfico da taxa efetiva de reprodução do coronavírus nos EUAVisão geral do Rt.live sobre as taxas de reprodução efetiva em 19 de abril de 2020. Captura de tela: Rt.live

O rastreador também permite que você utilize filtros diferentes para que comparar como os estados que adotaram medidas diferentes estão se saindo. É possível visualizar a taxa de reprodução para estados sem ordens de distanciamento social, ou os 10 maiores estados ou os estados por localização geográfica.

O Rt.live obtém os dados a partir do The COVID Tracking Project, uma organização voluntária que coleta informações de testes de COVID-19 e resultados de pacientes.

O brasileiro Krieger disse ao TechCrunch que Systrom tem publicado notebooks das análises de dados em código aberto sobre como calcular o Rt diariamente.

Com o Rt.live, eles queriam pegar esse trabalho e visualizá-lo para que qualquer um pudesse ver como seu estado estava na contenção da propagação do novo coronavírus. Krieger disse que é ótimo trabalhar novamente com Systrom e que eles conseguiram lançar o Rt.live em apenas alguns dias graças às parcerias anteriores.

“Conforme os estados decidirem como como irão reabrir, eles terão que gerenciar sua taxa de infecção cuidadosamente, e esperamos que painéis como o Rt.live sejam úteis para fazer isso”, disse Krieger.

Em uma entrevista à Bloomberg, Systrom disse que esperava que o Rt.live ajudasse os cidadãos a entender se estão em perigo à medida que partes da economia se reabrem.

“É por isso que esse painel é tão importante, porque nos dá uma visão ao vivo dos efeitos das escolhas que fazemos”, disse Systrom.

Segundo a Bloomberg, nem Systrom nem Krieger tem formação em saúde ou epidemiologia. No entanto, Systrom disse que o mesmo modelo estatístico que se aplica ao crescimento rápido de empresas também pode ser útil para rastrear o crescimento do vírus. Ele não espera transformar a Rt.live em um novo empreendimento.

Em geral, o Rt.live é uma ferramenta interessante que pode ajudar a traduzir os conceitos epidemiológicos que todos nós temos ouvido e lido em algo que possamos entender visualmente. Uma pena está disponível somente nos EUA.