Os celulares com duas câmeras traseiras já são praticamente o padrão da indústria. Até modelos considerados intermediários, custando a partir de R$ 1.500, já possuem os dois sensores. Se não bastassem duas, teve fabricante que decidiu incluir três câmeras, como a Huawei, LG e a Samsung. A Samsung aparentemente não achou que era o suficiente, meteu o louco e vai lançar um smartphone com quatro sensores somente na traseira.

• Galaxy A7 é o intermediário da Samsung com três câmeras traseiras
• Novo smartphone da Huawei com três câmeras pode iniciar uma nova corrida tecnológica

Os rumores de que o Galaxy A9 seria lançado quatro olhos já circulam há algumas semanas. Agora, uma imagem de marketing da empresa vazou, mostrando a função de cada um deles. A divulgação foi feita pelo Evan Blass (@evleaks), que tem ótima reputação em vazamentos.

De acordo com a imagem, o A9 terá uma lente grande angular de 120 graus com resolução de 8 megapixels; uma lente tele com zoom óptico de 2x com 10 megapixels; uma lente principal tradicional com 24 megapixels e uma “câmera de profundidade” com 5 megapixels. Este último sensor deve auxiliar a criação de imagens com fundo desfocado.

Outros vazamentos a respeito do Galaxy A9 apontam que o aparelho terá tela de 6,38 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon 660 e bateria de 3.720 mAh. Ainda não sabemos se o aparelho terá uma ou duas câmeras frontais (seria um recorde ter seis sensores em um só celular!).

Se os rumores se confirmarem, o lançamento marcará a mudança de estratégia da Samsung sobre a inclusão de novas tecnologias em aparelhos intermediários. O presidente da divisão mobile da companhia, DJ Koh, disse em setembro que haveria uma mudança de foco para as inovações: “Estamos focando bastante nos millennials que não podem se dar ao luxo de comprar um topo de linha. Mas como eu poderia entregar uma inovação significativa para nossos millennials? É por essa razão que estou tentando diferenciar a gama intermediária”, comentou.

A Samsung preparou um evento para o lançamento de um novo Galaxy para amanhã (11).

[Evan Blass]