Após mostrarmos fotos exclusivas do próximo smartphone da Samsung, uma avalanche de reportagens replicaram a notícia pelo mundo todo. Será o Galaxy mesmo? Ele terá esse design… simples? Mas o que há por dentro dele? E qual o sentido da vida? Pois bem, hoje temos mais informações: ele é sim o próximo Galaxy S. Ele chega no início de maio. Mas a Samsung fez um esquema de segurança novo para o aparelho: o smartphone da imagem está em um case falso. Como assim?

É, isso mesmo. Um case falso. Nossa fonte descobriu hoje, após a repercussão da matéria de ontem, que o aparelho da foto está sim no que foi chamado internamente de “dumb case”. Isso corrobora a informação do The Verge que, após consultar suas fontes, descobriu que nenhum dos aparelhos vazados até então estão próximos do design final do Galaxy S III. Isso mostra uma preocupação inédita por parte dos coreanos, em movimentos de segurança extrema que lembram ações passadas da Apple.

O Verge também confirmou com suas fontes que o processador do Galaxy S III será um Exynos quad-core que, segundo as fontes, terá “números superlativos” de benchmark. Isso corrobora a sensação que nossa fonte teve ao mexer no aparelho: segundo ele, o aparelho era sensivelmente mais veloz do que o Galaxy S II. E, bem, o S II é um dos Androids mais velozes que já vimos. E só a presença do Android 4.0 não seria o suficiente para uma mudança tão grande.

Por último, o Verge diz que até mesmo o nome do aparelho está sendo escondido com muito esforço: nenhuma das fontes confirma que o aparelho se chamará Galaxy S III — o termo utilizado é “próximo Galaxy”. O lado positivo de toda essa cortina de fumaça para a Samsung: ela está conseguindo criar uma expectativa incomum, típica da Apple. O lado positivo para nós: para esconder o aparelho com tanto esforço, podemos esperar algo muito diferente no dia 3 de maio. Estamos ainda em busca de mais detalhes sobre um possível lançamento simultâneo mundial — algo que o Boy Genius Report acredita ser muito provável. Fique ligado para novas notícias em breve. [The Verge (1), (2); novamente, obrigado, fonte!]