Nesta sexta-feira (18), o Gizmodo não vai publicar nenhum conteúdo. Respeitaremos um dia de luto por Moïse, por Yago, por Durval, Por Rodrigo, por João Pedro, por Kathlen, pelas numerosas pessoas negras que o Brasil insiste em abater a tiros como se fossem inimigos perigosos.

Por Yago que morreu trabalhando, por Durval que morreu porque queria entrar em casa, por Moïse que queria receber por seu trabalho. Por Rodrigo Alexandre da Silva Serrano, que em 2018, foi assassinado porque trazia consigo um guarda-chuva.

Paramos amanhã, para chamar a sua atenção para isso. É pouco, muito pouco, mas é uma maneira de dizer que não é possível que continuemos a viver a vida como se nada estivesse acontecendo. Que não é tolerável, que não é aceitável uma pessoa negra não poder sair de sua casa de manhã sem ter medo, sem saber se voltará viva.

Não é possível tolerar isto. Não é possível continuar vivendo como se isto fosse aceitável.

Nós não toleramos, nós não aceitamos.