Copa do Mundo é um tempo de emoções, torcida e muita vibração. Em alguns casos, vibração até demais. Literalmente. Foi o que aconteceu durante a vitória do México sobre a atual campeã do torneio, a Alemanha. De acordo com o Instituto de Investigações Geológicas e Atmosféricas A.C., um tremor artificial, possivelmente provocado por saltos massivos, foi detectado pelos sismógrafos na manhã de ontem. O horário coincide com o momento do gol de Hirving Lozano, o único da partida.

O terremoto não natural foi fraco e imperceptível. Como pontuam geógrafos ouvidos pela Folha de S.Paulo, qualquer tipo de atividade pode provocar vibrações no solo e ser detectada por aparelhos sismográficos, que são bastante sensíveis. No entanto, para ter sido detectado por dois sensores ao mesmo tempo, é sinal de que foi um evento relevante.

Mesmo assim, uma multidão pulando não consegue provocar um tremor que ultrapasse 1 ponto na escala Richter. Só são perceptíveis terremotos com mais de 3 pontos.

5 ações do homem que podem causar terremotos

Bater a Alemanha não é para qualquer um (e nós brasileiros sabemos bem disso). Fazer o chão tremer, por outro lado, não chega a ser inédito, nem exclusivo do futebol. Fenômeno semelhante já aconteceu duas vezes em Seattle, durante jogos do Seahawks pela NFL, a liga de futebol americano.

O sismógrafo da Universidade de Washington fica a um quarteirão de distância do CenturyLink Field, o estádio do time local. Em janeiro de 2011, ele registrou atividade depois de um touchdown de 67 jardas de Marshawn Lynch. Quase três anos depois, o lance de Michael Bennett foi mais modesto, um touchdown de 22 jardas, mas suficiente para fazer o aparelho acusar um tremor novamente.

Gols e torcedores alucinados podem causar pequenos tremores no solo. Outras ações humanas têm efeitos que podem causar atividades sísmicas com efeitos bem mais graves. É o caso da construção de represas, da extração de água dos lençóis subterrâneos, da instalação de usinas geotérmicas.

Em todos esses casos, há alterações profundas na distribuição de peso sobre o solo de uma região, o que pode levar a danos enormes. Muitos cientistas acreditam, por exemplo, que o terremoto de Sichuan, na China, em 2008, tem ligação com a construção da represa Zipingpu. Quase 90 mil pessoas morreram.

Até mesmo um arranha-céu resistente a terremotos pode causar… terremotos. É o caso do Taipei 101, em Taiwan. Desde a sua instalação, com uma estrutura capaz de suportar tremores de terra e tufões, foram detectados vários abalos sísmicos tendo como centro a parte de baixo do prédio.

O gol mexicano não teve consequências tão drásticas. Talvez nem mesmo o favoritismo da Alemanha tenha sido abalado, mas já foi o suficiente para fazer um país inteiro pulsar.

Imagem do topo: Divulgação