O battle royale Apex Legends mal foi lançado e já está fazendo o maior sucesso. O game foi disponibilizado para PC, Xbox One e PlayStation 4 no dia 4 de fevereiro e chegou à impressionante marca de 25 milhões de downloads em apenas uma semana. Junto com o sucesso, porém, vêm os perigos: já circulam diversos golpes que tentam tirar proveito do interesse pelo jogo.

O jogo, como dissemos, está disponível para consoles e computadores, mas nada de suporte a smartphones ou tablets por enquanto. Foi justamente aí que pessoas mal-intencionadas se aproveitaram.

Segundo a ESET, empresa especializada em detectar ameaças de segurança, há vários apps falsos na Google Play que se passam pelo jogo ou por acessórios dele. Também há vídeos no YouTube que ensinam a baixar o game para Android, mas o link indicado aponta para o download de um aplicativo malicioso.

As duas estratégias têm o mesmo objetivo: colocar as mãos nos dados dos usuários enganados. Diz o comunicado da ESET:

O objetivo desses golpes é obter receita por meio de informações pessoais do usuário. Por exemplo, um aplicativo que alega ser um manual de armas e que visa dar vantagens para o usuário, pode capturar uma grande quantidade de informações se as permissões forem concedidas.

Ao aceitar as condições, o aplicativo recebe acesso à localização do dispositivo, da câmera e os contatos. Mesmo supondo que uma das permissões seja rejeitada, o app solicita permissão novamente sob o aviso de que, se isso não for feito, não funcionará corretamente.

Portanto, é bom enfatizar: Apex Legends não tem versão para Android ou iOS no momento. Qualquer app que ofereça isso é falso. Também é importante tomar cuidado ao baixar qualquer jogo recém-lançado. “A ESET recomenda o download apenas de lojas oficiais, como o Google Play ou App Store, e verificar, mesmo nos apps encontrados nas lojas, se são realmente desenvolvidos pelas empresas responsáveis por aquela marca”, diz Camilo Gutiérrez, chefe do laboratório da empresa.

[ESET]