O Google anunciou uma nova ferramenta que pode ser bastante útil no Google Assistente: ler páginas web para o usuário, além de traduzir os textos para diversos idiomas.

Durante a CES 2020, em Las Vegas, a companhia exibiu a prévia de várias funcionalidades que devem chegar ao Assistente no decorrer do ano. Os avanços para a tecnologia de fala e linguagem, inclusive, podem se provar extremamente úteis, principalmente para as pessoas que possuem algum tipo de deficiência visual. Para começar, o Google diz que a função permitirá o Assistente traduzir um artigo para 42 idiomas.

Para acessar a ferramenta, que ainda será lançada no Android, os usuários só precisam dizer “Ei Google, leia isto” ou “Ei Google, leia esta página”. Além da função de leitura, o Google também espera incorporar ferramentas adicionais, como a função de rolagem automática e de destaque de trechos do texto.

O Google disse ter construído uma base de dados de vozes para a ferramenta. Usar uma voz robótica sem qualquer cadência natural não seria propício para ouvir conteúdos de longa duração, e muitos ouvintes provavelmente iriam se distrair. Para essa ferramenta, o Google quis fazer com que as vozes soem mais “naturais” e “expressivas” enquanto lê o conteúdo em voz alta.

“Ao contrário de leitores de tela tradicionais, essa experiência é construída a partir de novos conjuntos de dados de voz feita para criar falas mais expressivas e mais naturais, por isso é mais fácil ouvir durante um período de tempo mais longo”, escreveu Manuel Bronstein, vice-presidente de produto do Google Assistente, num post no blog oficial da empresa. “Há muitas formas potenciais de ajudar, mas uma área que estamos explorando é a leitura de páginas da web com conteúdo longo no seu celular — como um artigo de notícia, blog ou uma pequena história — em voz alta.”

David Kadouch, líder de produto para pesquisa e inteligência de máquina do Google, disse em um vídeo que o objetivo da empresa é criar uma “experiência suave, rápida e que soe natural” para o leitor.

A equipe considera três áreas principais para tornar a voz mais humana: tensão, entonação e ritmo. Ainda que o pequeno clip demonstrativo indique que ainda há muito espaço para melhorias, a ferramenta soa suave o suficiente para que as pessoas consigam ouvir um artigo inteiro sem muita distração.

O Google diz que a ferramenta estará disponível no final deste ano nos celulares Android com a versão 5 ou posteriores. Ainda não há data para disponibilizar a função em português.