Não é novidade que, se você gasta uma parte significativa do seu tempo online, o Google armazena uma riqueza de dados sobre você. Mas, você sabia que isso também inclui uma lista detalhada de compras que você já realizou, e não apenas pelos serviços do Google? Por exemplo, o primeiro (vergonhoso) item na minha página de compras é “frango frito”, que foi o que eu pedi ontem pelo aplicativo de entrega Seamless.

A CNBC identificou pela primeira vez essa maneira inquietantemente invasiva de rastreamento do Google, quando o autor da matéria observou que suas compras datavam desde pelo menos 2012. Você pode visualizar seu histórico de compras em: http://myaccount.google.com/purchases. De acordo com o Google, a empresa coleta dados de compras e reservas feitas por meio dos serviços da empresa, mas também aquelas feitas em outros lugares que enviaram uma confirmação ou um recibo do pedido para sua conta do Gmail.

Isso faz sentido, já que vários pedidos listados em minhas compras certamente não foram feitos por meio de serviços do Google, mas em empresas como Seamless, Sephora, loja do iTunes, Etsy, 1-800-CONTACTS e Amazon, por exemplo . Se você clicar no item, ele mostrará quando você comprou, quanto gastou e até o endereço de entrega. E não são apenas as minhas informações pessoais que estão documentadas na lista. Por exemplo, eu comprei os presentes de Hanukkah para a minha mãe, meu pai e minha irmã no Etsy no ano passado e mandei entregar diretamente para eles. Cada um dos seus endereços residenciais está salvo nas páginas dos itens. Ao clicar no ícone de informações ao lado do pedido, ele informará a origem de onde o Google coletou as informações da compra. Meu frango frito foi obtido através de um recibo na minha conta do Gmail.

Você pode excluir o histórico de compras, mas não há uma maneira simples de apagar tudo. Para isso, é preciso excluir cada item comprado individualmente na página. O Google disse ao Gizmodo que é possível desativar o rastreamento de suas compras, mas essa opção está em outra página de configurações. É quase como se a empresa não quisesse tornar fácil e óbvio impedir que ela aprendesse mais sobre você.

“Para ajudar as pessoas a visualizarem e acompanharem facilmente suas compras, reservas e inscrições em um só lugar, criamos essa página que só pode ser vista pelo próprio usuário”, disse um porta-voz do Google em um comunicado enviado ao Gizmodo. “Você pode excluir essas informações a qualquer momento. Não usamos nenhuma informação das suas mensagens do Gmail para veicular anúncios e isso inclui os recibos e confirmações por e-mail exibidos na página de compra. Estamos sempre trabalhando para ajudar as pessoas a entenderem e gerenciarem seus dados”.

Apesar de o Google afirmar que somente você pode visualizar sua página de atividades, isso mostra o quão longe e a que nível de intimidade a gigante da tecnologia consegue chegar para devorar seus dados. Isso não é exclusividade apenas das suas atividades realizadas nos serviços do Google, mas praticamente em qualquer lugar que tenha um ponto de contato com um produto do Google, como seu e-mail. Você poderia até mesmo comprar algo em uma loja física, mas se essa empresa lhe enviasse um recibo, ele seria automaticamente categorizado em uma extensa lista de como você gasta o seu dinheiro, onde gasta e até mesmo os lugares para onde seus itens são enviados.

Então, boas compras!