Após anunciar que vai enviar alertas de radares de velocidade a motoristas e de alterações de percurso a passageiros, o Google Maps agora traz uma nova funcionalidade com foco em outro grupo: os usuários de transporte público.

Se você já notou há alguns meses que o app do Google Maps enviava um pedido de feedback sobre sua experiência em determinado trecho do transporte público, saiba que essa sua contribuição e de outros usuários foram utilizadas para lançar o novo recurso.

Basicamente, a novidade, anunciada na quinta-feira (27), é que o Google Maps vai enviar informações de tráfego em tempo real para ônibus e prever quais linhas de metrô, trem ou ônibus estão lotadas. Com o objetivo de ajudar as pessoas a planejarem melhor seu percurso, a atualização estará disponível em quase 200 cidades ao redor do mundo para Android e iOS, segundo o Google.

A empresa explica que o recurso de tráfego em tempo real vai funcionar em “locais onde não há informações ao vivo diretamente das agências de transporte locais”. Aqui no Brasil, por exemplo, cidades como Brasília, Recife e Salvador serão as primeiras a ter acesso à novidade. Assim, será possível checar se o ônibus está atrasado, qual é o tempo de atraso e conferir a estimativa do tempo de viagem com base nas condições de tráfego. Para que o usuário possa se planejar antes de pegar o ônibus, o Google Maps vai mostrar as áreas de congestionamento no mapa.

Já o recurso de previsão de aglomeração utiliza como base o histórico de viagens anteriores. Se você já sofreu com a incerteza de pegar um ônibus, metrô ou trem que estava lotado com receio de esperar pelo próximo e ele estar pior ainda, essa nova funcionalidade é um verdadeiro alívio.  Segundo o Google, as primeiras cidades brasileiras a receberem essa atualização serão São Paulo e Rio de Janeiro.

O fato de São Paulo ser uma das primeiras a ter acesso ao recurso é extremamente compreensível, considerando que três linhas de trem da cidade figuram na lista das 10 linhas mais superlotadas do mundo. No caso, as três são da CPTM: Linha 11 (Coral), Linha 8 (Diamante) e Linha 9 (Esmeralda). O ranking foi feito a partir de dados coletados de usuários do Google Maps de outubro de 2018 a junho de 2019 durante o horário de pico (6h às 10h).

Crédito: Google

Em relação às rotas de trânsito mais lotadas de São Paulo, o trecho Estudantes – Luz ocupa o primeiro lugar, seguido pela linha de ônibus 106A-10 e a Linha 8:

Crédito: Google