O Google começou a fusão de suas duas ferramentas de bate-papo por vídeo: o Meet e Duo. A união, anunciada em junho, deve manter o nome “Google Meet”, e mesclar funções dos dois recursos no código do Google Duo. 

Desde o início de agosto, alguns usuários já podem ver a marca do Duo transformada em Meet. O rebranding completo, segundo o Google, deve ser concluído em setembro. 

Na prática, o que muda é que o Duo passa a se chamar Google Meet, enquanto o Meet permanece com o mesmo nome. Então, quer dizer que teremos 2 Google Meet? Por enquanto, sim. 

O que muda de verdade? 

Quando atualizado, o app Duo vai incluir recursos de videochamada e reunião com o nome do Google Meet. As chamadas por vídeo continuam sendo gratuitas, e a atualização não excluirá conversas ou contatos. 

Quando o app Google Meet for atualizado, ele será substituído pela versão mais recente. Você vai poder usar o app antigo normalmente, mas não conseguirá fazer chamadas nele. “Vamos avisar quando chegar a hora de migrar para a nova experiência do app”, disse o Google. Há rumores de que a plataforma se tornará exclusiva para assinantes premium. 

Criado em 2017, o Meet ganhou notoriedade ao bater de frente com o Zoom, que se tornou um dos apps mais usados de 2020, durante o período de pandemia. Já o Google Duo, um descendente do “Google Allo”, foi lançado em 2016 para competir com o WhatsApp. 

Assine a newsletter do Gizmodo