Com a proximidade do lançamento do iPhone 6 no país, autoridades chinesas supostamente estão ampliando o Grande Firewall para incluir servidores do iCloud. Isso inclui o iMessages, Contatos e Fotos de todos os cidadãos chineses que possuem um iPhone. Em outras palavras, o governo chinês pode estar aumentando a sua  vigilância.

É assustador, mas não exatamente surpreendente. O ataque que supostamente permite que as autoridades chinesas espionem usuários do iCloud sem que eles saibam está sendo relatado pelo GreatFire.org, o mesmo blog que relatou um ataque parecido no Yahoo, Google e Github. Então podemos dizer que esse é um padrão de comportamento conhecido vindo do governo chinês. Também vale notar que os ataques coincidem com os protestos pró-democracia em Hong Kong.

Considerando quão profundamente integrado é o iCloud aos dispositivos da Apple, isso certamente é motivo de preocupação. Muitos usuários relatam que o iCloud.com está bloqueado no Firefox e Chrome na China, enquanto usuários do popular navegador Chinese 360 são levados a uma página falsa de login que dá aos hackers acesso direto às informações das pessoas – mas elas acabam não percebendo isso, já que conseguem navegar normalmente no app.

Para quem vai visitar a China, o melhor jeito de evitar o ataque é ligando a autenticação em dois passos. E aproveite a oportunidade para ativá-la para todos os seus serviços. Infelizmente, o ataque faz com que o acesso ao iCloud seja difícil, então é necessário o uso de VPN para entrar com segurança. [GreatFire.org]