Você deve conhecer o Grooveshark, um serviço de streaming de música bem mágico e gratuito. Mas se você já pensou um pouquinho em como ele funciona, certamente já imaginou que questões legais poderiam acabar com ele. E o inevitável deve acontecer. O primeiro grande ataque vem da Universal.

Drew Olanoff, do The Next Web, reporta que a Universal está processando o Grooveshark por supostamente fazer o upload ilegal de músicas da gravadora — e ela quer US$ 150.000 por cada uma delas. É muito, não? E eles dizem que 1.971 músicas ilegais estão lá, então o Grooveshark teria que desenbolsar cerca de US$ 15 bilhões. O Grooveshark não tem US$ 15 bilhões. O que nos faz pensar que, mesmo que o valor seja diminuído na Justiça, o site deve passar por sérias dificuldades em breve. Não queremos dizer adeus para você, Grooveshark — o serviço é muito completo e bom demais para ser verdade (e, realmente, parte dele não é “verdade”). A dúvida é: por que foram necessários anos para isso acontecer? [TNW]

Foto: StringsOfASoul