A empolgação sobre o segundo filme dos Guardiões da Galáxia tem ficado pesada. Mas conforme o filme começa, o entusiasmo está focado estritamente no público. Conforme aprendemos no set do filme, as coisas não estão sendo fáceis para Star Lord, Gamora, Drax, Rocket e Groot.

• Como os efeitos visuais criaram os personagens de “Guardiões da Galáxia”
• Por que os filmes da Marvel são meio feios?
• Estes pôsteres parecidos com selos são obras de arte com referências incríveis

Guardiões da Galáxia Vol. 2 acontece apenas alguns meses depois do final do primeiro filme. Depois de derrotar Ronan e salvar a galáxia, os Guardiões estão bem satisfeitos consigos mesmos, bem metidos e extremamente famosos através da galáxia. É um sentimento bem fugaz. “Eles são como uma banda de garagem com um disco de sucesso”, disse o presidente dos estúdios Marvel, Kevin Feige. Eles são contratados para ajudar uma raça orgulhosa chamada Soberanos, mas quando Rocket trai e ofende seu líder, Ayesha, ela foca em matar os guardiões.

Mas como soubemos em 22 de abril de 2016, dia 50 da gravação do filme, a vingança de Ayesha não é o foco do Vol. 2. Na verdade, o filme fala sobre a família: Star Lord e seu pai Ego, o planeta vivo (Kurt Russell); Star Lord e seu padrasto Yondu (Michael Rooker); a problemática relação entre sua meia irmã Gamora e Nebula; e mais. “O primeiro filme é sobre se tornar uma família”, disse o diretor e roteirista James Gunn. “O segundo filme é sobre ser uma família”.

guardioes-galaxia-1Os Guardiões encontram os Soberanos no começo do Vol. 2

Apesar de Gunn ter revelado a identidade do pai do Star Lord na Comic-Con de San Diego de 2016, no set de filmagem foi tudo mantido em segredo, a cadeira de Russell até tinha o nome J’Son nela, o alien Spartoi que é o pai do Star Lord nos quadrinhos. Mas apesar do segredo inicial envolvendo o personagem de Russell, Gunn quer que todo mundo saiba que a parte importante é a relação do personagem com seu filho, não sua identidade.

“A questão não é essa grande revelação sobre quem é seu pai”, disse Gunn. “Na verdade é a história entre os diferentes personagens”. (Vamos saber mais de Russell em algumas semanas).

guardioes-galaxia-2Chris Pratt como Star Lord no set de filmagem

Guardiões da Galáxia Vol. 2 foi filmado em várias regiões de Atlanta no estado da Georgia, assim como nos Pinewood Studios Atlanta (que é uma espécie de base não oficial da Marvel, tendo sido o set de Homem-Formiga, Guerra Civil, Guardiões 2, Homem-Aranha: De volta ao lar e agora Guerra Infinita), em uma pequena cidade chamada Cartersville e o ex Centro de Convenções de Atlanta, perto do aeroporto, que é onde eles estavam filmando durante a nossa visita, em um set que curiosamente parecia uma balada.

Grandes colares de luzes LED pendiam do teto, formando um cubo de laranja e vermelho. Dentro, em um set onde você precisava usar botas para andar, estava a nave de Ego, basicamente um monte de grandes formas brancas e ovais, montadas para levemente sugerir o contorno da nave, com a luz laranja passando através (veja a próxima foto). Apesar de sua estética de balada, o set estava representando o planeta-floresta Berhet, onde o Star Lord (Chris Pratt), Gamora (Saldana) e Drax (Dave Bautista) vão para encontrar Ego e Mantis. “Isso é o que acontece quando os Guardiões saem de férias”, disse Zoe Saldana. “Quer dizer, nós decidimos sair pra descansar durante um fim de semana e acaba sendo muito mais interessante do que nós imaginávamos”.

Os três personagens entraram na navio. Ego parecia feliz em vê-los, mas os Guardiões não pareciam felizes de estar alí. Pratt tinha uma expressão muito preocupada enquanto entrava na nave e era cumprimentado por seu pai. Enquanto isso, estourando nos altos-falantes através do estúdio estava tocando “The Chain” de Fleetwood Mac.

guardioes-galaxia-3O roteirista e diretor James Gunn conversa com Pratt na nave de Ego no set de Vol. 2

Obviamente, essa é uma canção de Vol. 2 do Mix Incrível que a mãe do Star Lord deu para seu filho, que ele abriu no final do primeiro filme. Tirando a identidade do personagem de Russell, a lista de faixas era o segundo segredo mais bem guardado no set. “Não tem nenhum segundo onde a música não é justificada e não faz parte do processo narrativo”, disse Pratt. “Não é apenas um acompanhamento ou trilha sonora. As canções, ainda mais nesse filme [do que no primeiro] realmente ajudam a contar a história”.

Gunn acrescentou que, por Peter ter conseguido a fita quando era mais velho, é um mix mais maduro. “A trilha sonora é uma evolução da trilha do primeiro filme”, ele disse. “Eu acho que o primeiro filme foi feito para uma criança alguns anos mais jovem do que a criança para a qual essas músicas foram feitas. Então ele tem músicas um pouco mais complexas”.

Os membros do elenco falaram muito sobre Gunn tocar as canções durante a filmagem para colocá-los no lugar correto, uma prática que continuou do primeiro filme. E apesar de ninguém revelar nenhuma das outras faixas (Gunn mostrou um pouco de outras canções “enormes”, assim como “canções que são praticamente desconhecidas”) nós ouvimos “My Sweet Lord” de George Harrison tocando durante uma cena que não nos deixaram ver.

guardioes-galaxia-4Gamora pega uma arma imensa em alguma hora do filme

Tirando o tema sobre família, muito da conversa sobre o filme em si foi sobre o visual do filme e as dinâmicas dos personagens. “Existe uma volta consciente à velha ficção científica e ter uma noção mais ampla de pegar esse estilo de todas as áreas”, disse Gunn. “Mas tudo das capas da revista Amazing Stories dos anos 50 até as coisas dos anos 60 que você pode ver naquela nave, é muito inspirado no estilo dos anos 60. Muitas coisas foram inspiradas em Ralph Bakshi e capas de discos da banda Yes”.

Isso ficou claro da arte conceitual que vimos de vários novos planetas, que pareciam algo vindo de um videoclip de Bollywood, brilhante e viajante e louco. Gunn está apostando no angulo da ficção científica estranha ainda mais no Vol. 2. “Eu estava com medo da última vez”, ele admitiu. “E dessa vez eu não estou muito assustado porque não me impuseram nenhuma restrição em termos de isso foi longe de mais, isso foi artístico de mais, isso é único de mais, dramático de mais, humoroso de mais. Nenhuma dessas questões apareceu. Nós estamos realmente indo com tudo”.

guardioes-galaxia-5Os Guardiões vão ganhar alguns membros novos no Vol. 2. Aqui está Yondu por Michael Rooker e Nebula por Karen Gillian se juntam a Pratt, Saldana e Drax

“Uma das coisas que torna James tão especial enquanto um roteirista e diretor é sua aceitação da diversão por si mesma, por mais chocante que seja personagens chamados Taserface, Baby Groot, matar pessoas e arremessá-las por aí, continua sendo muito, muito emotivo”, disse Feige “E não é nada cínico. É muito, muito sincero e não tem vergonha disso, em suas emoções. É uma combinação muito especial, e eu acho que James é perfeito nisso, acho que esse é o cerne do filme todo”.

guardioes-galaxia-6Rocket e Baby Groot

Por falar em Taserface, o vilão secundário do filme tem sua história baseada no fato dele querer dominar os Ravagers por ele achar que Yondu está ficando mole. (Ele ficou). Já que Groot ainda está crescendo depois de seu sacrifício no primeiro filme, agora Rocket é seu protetor ao invés do contrário. “Do momento que estávamos filmando e animando Rocket no ombro de Groot [no primeiro filme], nós estávamos dizendo, ‘No próximo, vamos fazer o contrário. Não seria animal?’” Feige se lembra. “E é isso que estamos fazendo”.

Enquanto isso, Gamora e Nebula vão mergulhar mais fundo em suas histórias de como Thanos as criou (apesar de Thanos não estar no filme, nem as Jóias do Infinito). “Eu tenho uma irmã na tela”, Saldana diz. “Eu não acho que muitas atrizes podem dizer o mesmo sobre os personagens que estão interpretando nos filmes hoje em dia”. Enquanto isso, Nebula não vai apenas andar junto com os Guardiões, mas também entrar em uma aventura atrás de um novo braço. Também tem Drax, que vai criar um elo com Mantis, o braço direito de Kurt Russell.

“No cerne de Drax, ele está com o coração partido”, disse Bautista. “Existe uma verdadeira inocência em Drax e eu acho que Mantis também tem isso. Eu acho que provavelmente é onde a conexão vai ser mais forte. Existe uma inocência muito infantil nos dois personagens”.

guardioes-galaxia-7Mantis, o braço direito de Ego, vai criar um forte vínculo com Drax

Mantis era outro mistério no set de filmagem; como ela pode estar junto com Ego e qual seu papel na história não foi revelado. Mais misteriosamente ainda, Gunn sugeriu que o povo de Ayesha, os Soberanos, poderiam ter um vínculo com a raça de Adam Warlock, um dos personagens mais cósmicos (e amados) da Marvel. “Totalmente possível”, ele disse. “Eles são criados em tanques”.

Mas eles também disseram que o quer que aconteça no filme, não vai ser um grande salto para longe do Universo Cinemático da Marvel. “Eu acho que nós somos aquele ramo que está realmente indo para fora, sabe?” disse Pratt. “Tentando achar luz do sol no espaço. Então isso me deixa muito empolgado porque eu acho que o potencial desse grupo de heróis é realmente ilimitado”.

Isso se estende até as cenas pós crédito do filme. “Eu não acho que o destino do universo Marvel apareça depois dos créditos”, brincou Gunn. “Não espere por isso. Espere coisas loucas”.

guardioes-galaxia-8Zoe Saldana entra em ação no set de filmagem de Guardiões da Galáxia Vol. 2 em Atlanta

Gunn pode chamar de “Coisas loucas”, mas nós suspeitamos que ele queira dizer “coisas maneiras”. Apesar de alguns personagens serem desconhecidos, o primeiro filme se tornou um dos sucessos mais amados da Marvel por ser algo que ninguém esperava. E todos que estavam fazendo o filme sentia que a única forma de fazer isso de novo era jogar com as expectativas do público. “A pressão que estamos sentindo agora vem de, como podemos fazer a mesma coisa de impressionar o público, fazer as pessoas irem ver o filme e terem suas expectativas desafiadas?” perguntou Pratt. “Entrar esperando uma coisa, sem saber o que eles querem mas dar o que eles querem, sabe?”.

“Eu acho que tem uma armadilha onde várias sequências caem”, continuou Gunn, “quando dizem ‘ok, teve aquela ritmo estranho onde todos dançaram, então qual será a estranheza desse filme? E tivemos aquele momento onde todos ficaram ‘Nós somos Groot’, então qual será o novo momento ‘Nós somos groot’? E então eu pensei, pro inferno com isso tudo. Esse filme é sua própria coisa… Eu acho que a única tradição é que nós tentamos dar ao público o que não é esperado, o que eles não acham que vai acontecer. E mais amplamente em termos de história, espero que os personagens sejam algo um pouco mais profundo do que no primeiro filme”.

Pelo menos podemos todos esperar que os Guardiões eventualmente vão enfrentar Thanos, a entidade mais maldosa do Universo Cinemático da Marvel… Futuramente. “Tudo no seu tempo, meu amigo”, prometeu Pratt.

Imagem do topo: Chris Pratt, Dave Bautista e Zoe Saldana no set de filmagem em Atlanta de Guardiões da Galáxia Vol. 2. Os visitamos em Abril de 2016. Todas as imagens: Marvel/Disney