A Dell anunciou este tudo-em-um em maio, mas na época ele rodava Windows 7 e sem touchscreen. Agora o Dell XPS One 27 está pronto para o Windows 8. Mas como ele é pesado!

As especificações continuam basicamente as mesmas: processador Core i5/i7 de terceira geração, placa de vídeo integrada ou chip gráfico da Nvidia, até 16GB de RAM e até 2TB de armazenamento.

O que mudou: agora a tela de resolução 2.560 x 1.440 é sensível ao toque. Ela usa painel IPS, então os ângulos de visão são bem amplos. Mas minha experiência com ela foi mista. Em um dos modelos disponíveis para hands-on, o toque não funcionou muito bem: a tela reconhecia o toque à esquerda do meu dedo. Isso pode ser problema de calibração, porque em outro modelo, o toque ficou mais preciso: ativar a barra de charms (à direita) e alternar entre apps (à esquerda) funcionou direito.

E apesar do tamanho e resolução enormes, o Windows 8 até que se expande bem: ele usa os pixels a mais para deixar tudo mais nítido, em vez de reduzir os elementos da interface. Isso vale tanto para apps Modern/Metro, como para a área de trabalho. Sim, os botões no desktop são menores, mas o toque funcionou bem (na tela calibrada) apesar disso.

Só fica meio estranho colocar dois apps Metro lado a lado: como o app menor fica limitado a 320 pixels de largura, ele vira basicamente uma longa faixa no lado esquerdo (ou direito) – nada funcional. Numa tela grande, o Snap não faz muito sentido.

Duas coisas que eu não gostei no XPS One 27: o peso, e o teclado físico. Integrar o hardware do PC a uma tela além do Full-HD inevitavelmente o deixaria pesado, mas é meio ridículo ajustar a posição da tela: você tem que segurar a base com firmeza e puxar BEM FORTE a tela para cima, ou empurrá-la para trás; ela não se move para os lados. O suporte da tela precisa ser bastante rígido, mas ajustar a tela deu trabalho demais – por ser uma touchscreen, isso deveria ser mais fácil. E a tela não fica na horizontal: chega a no máximo 60 graus de inclinação.

E o teclado sem fio poderia ser bem melhor: ele parece ser menor que o esperado para um desktop, e as teclas são relativamente baixas, o que pode levar a mais erros de digitação. Na verdade, no teste rápido, eu cometi menos erros digitando na touchscreen (calibrada) que no teclado físico.

O Dell XPS One 27 com touchscreen chega ao mercado no final de outubro, junto ao Windows 8, quando seu preço será revelado. O modelo atual, com Windows 7 e sem touchscreen, custa a partir de US$1.399.