O Brasil é o primeiro país a receber os novos RAZR D1 e D3, anunciados hoje pela Motorola. E tivemos a oportunidade de testar rapidamente os dois dispositivos que são mais dois bons exemplos de como o Jelly Bean pode funcionar bem em smartphones low-end.

O design dos dois segue o padrão da linha RAZR da Motorola e a primeira impressão é que eles lembram demais o RAZR i. Eles realmente lembram. O D3 é praticamente do mesmo tamanho, pesa a mesma coisa e a diferença entre eles é a parte interna, já que o RAZR i tem um hardware melhor.

razrd3i

Na foto acima, o D3 (esquerda) ao lado do RAZR i (direita)

O D1 é o modelo mais básico da Motorola. A grande funcionalidade dele é a TV analógica ou digital. E ele não tem aquela antena presente em outros aparelhos com TV: ela é uma espécie de “cabo-antena” e em uma das pontas você conecta o fone de ouvido. É bem melhor do que ter que tirar uma antena de dentro do aparelho, como acontece com outros dispositivos com TV.

d1tv
RAZR D1

Com seu hardware básico, o D1 executou muito bem as poucas tarefas básicas que testamos. O Project Butter do Jelly Bean deixou tudo bem fluído. A troca de telas é suave e a inicialização de apps é bem rápida, apesar de não ser imediata.

Já o D3 aparece como excelente opção de smartphone com Android. Ele tem um hardware bom e preço baixo. A câmera dele promete ser um diferencial – são raros os aparelhos nessa faixa de preço com 8 megapixels e sensor retroiluminado, por exemplo. Não pude testar direito a câmera para ver se na prática ela funciona tão bem como a Motorola afirma.

razrd3
RAZR D3

O D3 também já tem NFC e é tudo extremamente simples: nos testes oferecidos pela Motorola era possível encostar em uma área para abrir um app de ingressos de cinema e ainda assistir ao trailer do filme. É bem legal, mas depende muito de ter NFC espalhado por outros lugares – o que não acontece ainda.

Os testes foram rápidos e precisaríamos nos aprofundar para saber mais sobre os aparelhos – afinal, não são poucos os Android low-end que começam funcionando bem, mas depois de instalar uma boa quantidade de apps eles se tornam praticamente inutilizáveis de tão lentos. Mas a Motorola parece ter conseguido criar dois aparelhos de baixo custo bastante atrativos para o consumidor. O D1 já está à venda em lojas online (ele já aparece na loja oficial da Motorola). O D3 chegará às lojas nas próximas semanas e, em breve, eles também estarão nas operadoras.