Cursar uma faculdade fora do Brasil parece um sonho impossível para muita gente. Os custos são altos e a aplicação pode ser bem diferente do sistema de ingresso adotado aqui.

Sofia Santos de Oliveira, 18, moradora de Belo Horizonte, sabia dessas dificuldades. Mesmo assim, decidiu se aplicar para universidades dos Estados Unidos, como Harvard, Yale e Stanford — três das melhores do país. E foi aprovada em todas. 

Aluna de escola municipal durante o fundamental, ela começou a se preparar, no 9º ano, para entrar em alguma escola federal no ensino médio. 

Durante o processo, conheceu o instituto Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos (Ismart), uma ONG que oferece bolsas de estudo para jovens de baixa renda em escolas privadas. Ela foi contemplada com o benefício e passou a estudar no Colégio Santo Antônio, um dos mais reconhecidos de Belo Horizonte. Sem condições financeiras de frequentar aulas particulares de inglês, a mineira estudava o idioma por conta própria.

Como destacou esta reportagem da CNN Brasil, a jovem entrou também para a Academia de Ciências de Nova York durante o ensino médio, deu início a uma pesquisa científica por conta própria e participou do Parlamento Jovem Brasileiro e de um programa da Câmara dos Deputados. 

Ao final do ensino médio, Sofia se aplicou para as universidades americanas. Fez redações, entrevistas, enviou cartas de recomendação, currículo e o que mais as instituições exigiam. Daí foi esperar a aprovação — e ela veio, em nada menos que Harvard, Yale e Stanford.

Assine a newsletter do Gizmodo

Nos EUA, os estudantes não ingressam em um curso específico, como ocorre no Brasil. Por lá, eles devem escolher o que seguir após passar dois anos por diversas disciplinas. De toda forma, Sofia está inclinada à carreira de química e ciências sociais.

Agora, a pergunta que não quer calar: qual universidade ela escolheu? Sofia deve fazer de Harvard sua casa nos próximos quatro anos. A jovem conseguiu ainda uma bolsa de estudos integral que cobre gastos com mensalidade, moradia, alimentação, materiais e despesas pessoais.