Partidas no aeroporto de Heathrow, em Londres, o mais movimentado do Reino Unido, foram interrompidas por pouco mais de uma hora nesta terça-feira (8) após relatos de haver um drone voando nas proximidades. O caso é  bizarro e parece continuação dos transtornos no aeroporto de Gatwick, também em Londres, no mês passado.

“Estamos respondendo a um avistamento de um drone em Heathrow e estamos trabalhando em conjunto com a Polícia Metropolitana para evitar qualquer ameaça à segurança operacional”, tuitou o aeroporto às 15h47 no horário de Brasília.

“Como medida de precaução, interrompemos as partidas enquanto investigamos. Pedimos desculpas aos passageiros por qualquer inconveniente que isso possa causar.”

De acordo com a BBC, os passageiros que esperavam na pista não estavam sendo informados sobre por que não estão decolando, apenas que eles não “vão a lugar algum”.

Às 16h52 (horário de Brasília), uma hora e cinco minutos depois do primeiro tuíte avisando sobre a interrupção de partidas do aeroporto, a conta do Heathrow no Twitter postou um aviso sobre a retomada dos voos.

O aeroporto de Gatwick, o segundo mais movimentado do Reino Unido, foi fechado por dois dias inteiros no mês passado porque alguém pensou ter visto um ou mais drones, algo que pode representar uma ameaça aos aviões devido ao risco de colisão. O exército britânico foi até chamado, apesar do fato de que nenhum vídeo ou mesmo fotos do suposto drone tenham sido capturados.

Duas pessoas foram posteriormente presas por causa do incidente de Gatwick, mas foram soltas após ter sido determinado que não tinham nada a ver com o aparente drone. Toda a situação é estranha, para dizer o mínimo.

Apesar da volta rápida à normalidade, assim como com o fechamento do aeroporto de Gatwick, ainda não surgiram imagens do suposto drone.