Há algumas semanas, falamos por aqui sobre um “pau de selfie voador” que nos pareceu bem questionável: ele está em pré-venda, mas não existem fotos nem vídeos dele em ação. Agora, existe uma alternativa mais confiável: a Hover Camera, da Zero Zero Robotics.

A Hover Camera é um drone dobrável com estrutura de fibra de carbono. Basta desdobrá-lo e ele paira no ar, acompanhando você através de reconhecimento facial.



hover camera

A câmera pode tirar fotos de 13 megapixels e gravar vídeo em resolução 4K; por padrão, ela grava em Full-HD. São 32 GB de armazenamento interno para vídeos.

Na parte inferior, há outra câmera: ela tem 3 megapixels e um sistema de sonar que acompanha a sua posição e objetos ao redor para evitar colisões. No entanto, o Re/code diz que “a ausência de câmeras laterais o deixa incapaz de evitar outros obstáculos por conta própria”.

Segundo o Mashable, o modo automático de acompanhamento funciona assim: a câmera e o software analisam o rosto de uma pessoa, e o drone passa a acompanhá-la no ar a alguns metros de distância. As hélices são bem barulhentas, mas como elas ficam protegidas pela estrutura de fibra de carbono, o risco de acidentes é menor que em um drone com hélices expostas.

Também é possível controlar a Hover Camera manualmente usando gestos em um app para iPhone ou Android – ela se comunica via Wi-Fi. Ao deslizar com dois dedos na tela para cima ou para baixo, isso aumenta ou reduz a altitude; deslize com um dedo para mover apenas a câmera. Ao deslizar com dois dedos para os lados, o drone se move para a esquerda ou direita; use apenas um dedo se quiser girá-lo.

Hover Camera 2

Ele é relativamente pequeno e bem leve – são apenas 238 g – e pode voar a até 50 m de altura. A bateria tem autonomia de voo de apenas oito minutos; é pouco, mas ela pode ser facilmente substituída, e a Hover Camera virá com quatro delas. O dispositivo usa tecnologia de drones da Qualcomm baseada no Snapdragon 801, e é fabricado pela Foxconn.

A Hover Camera será lançada no terceiro trimestre por menos de US$ 600. É caro, mas ainda assim competitivo: existem outros drones que acompanham o usuário, como o Lily, que está em pré-venda por US$ 900; enquanto alternativas como o DJI Phantom 4, 3DR Solo, AirDog e HEXO+ custam entre US$ 1.000 e US$ 1.600.

[Hover CameraMashableRe/codeCNET]


Fotos por Hover; GIF via CNET