Questionada pelo Gizmodo sobre o caso, a empresa deu a seguinte resposta:

Como cada smartphone da HTC é uma combinação única de experiência de hardware e software com um núcleo de sistema operacional, nós apenas atualizamos os aparelhos caso haja melhoria no desempenho para o consumidor, levando em consideração novidades, performance e usabilidade. O acesso aberto ao Android significa que desenvolvedores tem a liberdade de modificar elementos do código, remover opções inteiras do aparelho ou alterar significantemente a experiência do smartphone baseado em suas preferências. Nossa prioridade é entregar aos consumidores uma experiência da HTC que seja confiável.

Em outras palavras: a HTC acha que o Sense vale mais a pena do que o Android 2.3. Caso você não goste disso, o XDA Developers e todo o mundo hacker do Android está disponível para você. Se você não sabe mexer muito bem nisso? Azar o seu. [HTC UK]