Uma imagem de uma margarida roxa foi responsável por 20% do tráfego dos data centers da Wikimedia, responsável pela Wikipedia. Ela recebia mais de 90 milhões de visitas diárias. Por quê? Ninguém sabe ainda.

Chris Albon, diretor de Machine Learning da Wikimedia, chamou a atenção para o fato no Twitter, e logo surgiu a especulação de que teria relação com o banimento do TikTok na Índia.

E, de fato, um cluster de dados da Wikimedia em Cingapura indicou que os acessos à imagem começaram a subir muito mais depois que o TikTok foi banido, em julho de 2020. A principal hipótese é de que a imagem esteja relacionada a algum aplicativo indiano que tenha ganho força no lugar do TikTok.

A Wikimedia passou a investigar o que estava acontecendo e encontrou um aplicativo que estava fazendo as solicitações de acesso para as imagens. O nome do app, no entanto, ainda não foi divulgado, apesar de terem cogitado o Mitron e o Say Namaste, que são versões indianas substitutas do TikTok. Houve um acordo entre o Wikimedia e os desenvolvedores do programa, que se comprometeram o solucionar este problema com uma nova atualização.

Assine a newsletter do Gizmodo

Casos como este lembram diversas tentativas da técnica esteganografia, que esconde um arquivo dentro do outro, de forma criptografada. Em 2011, uma montagem de fotos em que aparecia uma senhora, um prato de ervas medicinais da China e o ator Tom Cruise foi utilizada para armazenar instruções sobre uma nova versão do vírus conhecido como “Alureon”, que permitia ao hacker o controle absoluto do sistema operacional do computador infectado.

[Vice]