Bem-vinda ao Universo, IRAS 14568-6394. Infelizmente, ainda não há um nome fácil para este objeto estelar em particular, porque ele é tão novo que ainda não foi batizada.

>>> Quatro raios laser vão criar as estrelas falsas mais potentes do mundo
>>> Astrônomos estão testemunhando pela primeira vez o nascimento de um planeta

Esta imagem da ESA (Agência Espacial Europeia, da sigla em inglês) mostra uma estrela jovem envolta em um véu dourado de luz. Eventualmente, o gás que ela está emitindo — em velocidades que ultrapassam a velocidade do som — queimará entre nuvens de poeira e gás, revelando a estrela em toda sua glória. Talvez, quando isso acontecer, ela terá um nome.

A estrela, que está a pelo menos 2.280 anos luz de distância, foi fotografada pelo telescópio Hubble em luz visível e infravermelho. Há outras novas estrelas na mesma região — que é conhecida como complexo de nuvem molecular Circinus. Nos próximos séculos, essas estrelas formarão uma brilhante constelação que, com certeza, maravilhará nós, terráqueos.

[ESA]

Imagem do topo por ESA/Hubble & NASA