A Apple liberou o iOS 11.3.1, que inclui uma correção para a falha que desabilitava o touchscreen dos aparelhos que tiveram as telas trocadas por assistências técnicas não autorizadas.

De acordo com as notas do lançamento, “o iOS 11.3.1 melhora a segurança de seu iPhone ou iPad e soluciona um problema onde a entrada do toque não respondia em alguns dispositivos iPhone 8 por usarem telas de substituição não originais”.

• Troca de tela com peças originais está zoando o controle de brilho dos iPhones
• Não vai ser fácil para a Apple largar a dependência nas telas OLED da Samsung

Algumas variações desse problema parecem circular há um bom tempo – em 2017, uma atualização do iOS matou temporariamente a função de touchscreen em alguns iPhone 7, em um caso muito similar ao de agora.

Assistências técnicas terceirizadas e consumidores suspeitavam que a Apple estava deliberadamente causando essa falha nos aparelhos que tiveram peças trocadas, em uma espécie de tentativa de forçar que os clientes paguem pelo reparo oficial, que geralmente é mais caro.

“É fácil entrar na linha de raciocínio que nos faz pensar que a Apple está tentando tornar isso inconveniente só para que as pessoas parem de considerar as assistências técnica não autorizadas confiáveis”, escreveu o fundador da RepairMapr, Kev Notton, ao Motherboard. “Isso me aterroriza, porque eles são o fabricante. No final das contas, são eles que mandam no jogo”.

Mas o fato é que o iOS 11 veio cheio de bugs, tanto que a Apple tem gastado muitos recursos para corrigi-los e deve lançar o iOS 12 com menos recursos que o planejado.

Embora o iOS 11.3.1 corrija o problema das telas, há um alerta da Apple para que as pessoas evitem assistências não autorizadas:

Nota: telas de substituição não originais podem comprometer a qualidade visual e não funcionar corretamente. Os reparos de tela certificados pela Apple são realizados por especialistas de confiança que usam peças originais da Apple. Consulte support.apple.com/pt-br para obter mais informações.

Em 2017, a Apple cedeu à sua política de que reparos de tela realizadas por assistências não autorizadas anulariam a garantia do celular, embora o consumidor tenha direito apenas a reparos não relacionados com a tela em si. Neste mês, a FTC alertou seis grandes empresas que vender “automóveis, dispositivos celulares e sistemas de videogame” que impor restrições de garantia a reparos de terceiros é ilegal:

Apesar da inclusão de tais avisos [de etiquetas que previnem reparos], a maioria das políticas restritivas realizadas pelas fabricantes é completamente impraticável. A Lei de Garantia Magnuson-Moss de 1975 proíbe os fabricantes de impor restrições de reparo em qualquer dispositivo que ofereça uma garantia. De acordo com a FTC, a menos que o fabricante forneça as peças ou serviços ao consumidor gratuitamente ou receba uma isenção, ele não pode exigir que os clientes cumpram os requisitos específicos de reparo ou corram o risco de anular a garantia.

Outras novidades da atualização 11.3.1 do iOS corrigem vulnerabilidades de segurança que permitiam que aplicativos ganhassem “privilégios elevados”, além de solucionar o problema em que “o processamento de mensagens de texto mal-intencionadas podiam levar ao travamento da interface do usuário”, de acordo com Ars Technica.

[9to5Mac]

Imagem do topo: AP