A Johnson & Johnson anunciou, nesta quinta-feira (1º), que a vacina Janssen é eficaz contra a variante Delta. Além disso, ela produz uma resposta imunológica que dura pelo menos oito meses. Os resultados ainda não foram avaliados por outros cientistas, mas foram submetidos à plataforma científica bioRxiv.

“Os estudos recém-anunciados reforçam a capacidade da vacina da Johnson & Johnson para ajudar a proteger a saúde das pessoas de todo o mundo”, disse, em comunicado, Paul Stoffels, vice-presidente do comitê executivo e diretor científico da Johnson & Johnson. “Acreditamos que nossa vacina oferece proteção durável contra Covid-19 e induz atividade neutralizante contra a variante Delta. Isso se soma ao robusto corpo de dados clínicos que suportam a capacidade de nossa vacina de injeção única de proteger contra múltiplas variantes preocupantes.”

Segundo a empresa, as amostras de sangue de oito pessoas foram analisadas para comprovar essa eficácia. Os resultados mostraram atividade de anticorpos neutralizantes contra a infecção em um nível ainda mais alto do que foi observado para a variante Beta (B.1.351), encontrada pela primeira vez na África do Sul.

A eficácia geral do imunizante, já publicada no New England Journal of Medicine, é de 66% contra os casos moderados e graves da Covid-19; de 85,4% contra casos graves e de 100% contra hospitalizações e morte após 28 dias da aplicação.

Assine a newsletter do Gizmodo

“Com cada novo conjunto de dados, construímos em nossa base sólida de evidências de que nossa vacina Covid-19 de injeção única desempenha um papel crítico no fim da pandemia, que continua a evoluir e apresenta novos desafios para a saúde global”, disse o diretor do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Janssen, Mathai Mammen.