Kanye West é bloqueado no Twitter e Instagram por posts contra judeus

Artista não pode postar nem fazer comentários nas redes sociais. Representantes das plataformas informaram que Kanye West violou as regras de conduta
Kanye West é bloqueado no Twitter e Instagram por posts contra judeus
Imagem: Instagram/Reprodução

Kanye West segue se envolvendo em mais polêmicas. O Instagram e o Twitter restringiram as contas do rapper norte-americano Ye (como é chamado agora), depois que ele postou comentários denunciados como antissemitas. Tudo teve início após o artista utilizar uma camiseta com a escrita “White Lives Matter” (“Vidas Brancas Importam”, em inglês).

whatsapp invite banner

A camiseta foi usada pelo rapper durante a Semana de Moda de Paris, fazendo referência ao movimento “Black Lives Matter” (“Vidas Negras Importam”) que luta pelo fim do racismo estrutural. O emblemático slogan surgiu durante os protestos antirracistas de 2020, nos Estados Unidos.

No Instagram, Kayne West publicou uma sequência de prints de uma conversa com o rapper Sean “Diddy” Combs, que criticou a camisa e sua mensagem. Nas mensagens, Diddy fala sobre a importância do movimento contra o racismo e West afirma que o colega de profissão era controlado por judeus. A publicação foi removida do Instagram e sua conta está bloqueada, ou seja, Ye não pode fazer novas postagens na rede social.

Por isso, ele partiu para o Twitter. West não usava a rede social há quase dois anos. O último post era de novembro de 2020, quando ele se candidatou para concorrer ao cargo de presidente dos Estados Unidos. Na plataforma do passarinho azul, Kanye se mostrou  insatisfeito com a decisão do bloqueio do Instagram, e atacou o CEO da Meta, Mark Zuckerberg.

Em seu Twitter, Kayne West questionou a atitude e relatou que ele e Mark Zuckerberg eram brothers no passado. O rapper publicou uma foto antiga, onde aparece ao lado do dono da rede social, no que aparenta ser uma reunião de amigos e disparou na legenda: “Olhe para isso, Mark. Como você foi me expulsar do Instagram? Você costumava ser meu mano”, afirmou.

Na postagem, até o bilionário Elon Musk, que disse que comprará o Twitter e se autodenomina um  defensor da liberdade de expressão, saudou o retorno de West à plataforma e respondeu a publicação do rapper dizendo: “Bem-vindo de volta ao Twitter, meu amigo!”. Veja:

Em seguida, West fez publicações no Twitter dando a entender que atacaria os judeus. A rede social apagou o conteúdo e também bloqueou a conta do rapper. Na ocasião, Kanye escreveu: “Vocês brincaram comigo e tentam excluir qualquer um que que vá contra à sua agenda”.

Em resposta, o Comitê Judaico Americano (AJC) considerou a postagem antissemita, e que West ajuda a propagar os estereótipos dos judeus como um povo ganancioso e controlador. A AJC alegou, ainda, que Kayne é responsável por promover “ódio aos judeus”.

“Os judeus americanos estão experimentando um aumento histórico de incidentes antissemitas. Suas ações são extremamente perigosas e devem ser denunciadas”, ressaltou no Twitter a diretora de engajamento comunitário da Liga Antidifamação, Carly Pildis. “Kanye West tem mais seguidores no Twitter do que judeus no mundo. Há uma estimativa de 14,8 milhões de judeus e ele tem mais de 30 milhões de seguidores“, destacou.

Os comentários recentes de Kanye foram definidos como “antijudaicos”. Em um vídeo publicado via Instagram do Comitê Judaico Americano (AJC), eles comentam sobre a entrevista recente do rapper ao Tucker Carlson da Fox News, onde ele fez comentários sobre Jared Kushner que alguns viam como perpetuadores de estereótipos judaicos.

Um porta-voz do Twitter disse à agência de notícias AFP neste domingo (09) que a conta do artista foi bloqueada devido a uma violação das regras da rede social. O rapper teve post excluído, e, além disso, ele está impedido de publicar, o que diminui o alcance de seu perfil.

Já a assessoria da Meta, empresa matriz do Instagram, disse à agência que o grupo removeu publicações da conta de West por violar suas regras, mas sem especificar quais. O Instagram também restringiu a conta de Kanye, o que pode impedi-lo de postar, comentar ou enviar mensagens privadas, segundo a mesma fonte.

Rayane Moura

Rayane Moura

Rayane Moura, 26 anos, jornalista que escreve sobre cultura e temas relacionados. Fã da Marvel, já passou pela KondZilla, além de ter textos publicados em vários veículos, como Folha de São Paulo, UOL, Revista AzMina, Ponte Jornalismo, entre outros. Gosta também de falar sobre questões sociais, e dar voz para aqueles que não tem

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas