A Kodak está realmente deixando para trás sua era de gigante: ela decidiu vender toda a divisão de fotografia que restava na empresa.

Em fevereiro, a Kodak anunciou que não iria mais fabricar câmeras – nem de foto, nem de vídeo – além de interromper a produção de porta-retratos digitais.

Agora, a Kodak desiste do que restava em fotografia na empresa. Segundo o Wall Street Journal:

Além da divisão de filme fotográfico, a Kodak colocou à venda a divisão de quiosques que imprimem fotos digitais, e de scanners comerciais e software relacionado utilizados por grandes empresas… A divisão responsável por fotos de visitantes em parques de diversão, que servem de lembrança, também está à venda.

Depois que a Kodak pediu proteção contra falência, ela esperava pagar suas dívidas vendendo parte de suas patentes. Mas após atrasos, eles perceberam que isso não seria o bastante. Então eles se livraram das divisões de fotografia e migraram para… impressoras. Pois é.

Estamos meio tristes e um pouco nostálgicos com tudo isso. Mas também estamos pessimistas: impressoras conseguem salvar alguém em 2012? [Wall Street Journal]

Imagem via Flickr/rachelcreative