A atriz Kristen Stewart marcou sua passagem pelo Festival de Cinema de Cannes deste ano, na França, de maneira inusitada. Com muita sinceridade, declarou na entrevista coletiva de “Crimes of the Future”, do diretor David Cronenberg, ter demorado bastante para entender a história do filme.

Ela vive uma cirurgiã plástica clandestina no longa. Na entrevista, a atriz relembrou suas primeiras conversas com o cineasta, quando disse que não sabia muito bem do que se tratava a história.

“No telefone, antes de David milagrosamente decidir me colocar no filme, falei ‘não faço ideia sobre o que é, mas estou muito curiosa e talvez fazer o filme me ajude a descobrir”, disse (via Insider). 

No entanto, Stewart disse que a confusão com “Crimes of the Future” permaneceu mesmo durante as filmagens, mas que isso mudou ao assistir o filme depois de pronto. A ficha da atriz só caiu mesmo quando o longa estreou em Cannes com a presença do elenco na sessão.

“Nós, os atores, ficávamos a cada dia após o trabalho tipo, ‘Que p… nós estamos fazendo?’ Mas então eu assisti o filme ontem à noite e estava totalmente claro para mim. Era tão expositivo, e realmente parece que você está cortando órgãos quando está fazendo algo, e se não parecer assim, não vale a pena”, explicou a atriz.

A atriz acrescentou que “ama” os filmes de David Cronenberg, conhecido por “A Mosca”, “Marcas da Violência” e “Senhores do Crime”, e que não “consegue acreditar” que obteve o papel.

Ambientado em um futuro distópico, “Crimes of the Future” acompanha uma sociedade em que os corpos humanos começaram a passar por modificações internas para se adaptar a um novo mundo “sintético”. Saul (Viggo Mortensen) é um artista que utiliza essas transformações como parte de suas performances, junto com sua parceira, Caprice (Léa Seydoux).

Aí entra Kristen Stewart, uma investigadora do National Organ Registry que analisa a doença Accelerated Evolution Syndrome, que torna possível que as performances do casal aconteçam. A personagem passa a perseguir Saul, obstinada a descobrir todos os detalhes sobre as metamorfoses do homem e o futuro da evolução humana. 

Seguindo a linha do trabalho de Cronenberg, “Crimes of the Future” conta esta história com cenas tão grotescas que fizeram algumas pessoas abandonarem a sala de cinema. São várias imagens envolvendo fluidos humanos, entranhas expostas e a necrópsia de uma criança.

O diretor David Cronenberg disse que já esperava essas reações. Mas, por outro lado, o filme também recebeu uma ovação de pé do público por seis minutos. 

“Crimes of the Future” estreia nos cinemas dos Estados Unidos no dia 3 de junho, depois de passar pelo Festival de Cannes. Ainda não há informações sobre a data de lançamento no Brasil. Veja ao trailer: