Você já sabe que os netbooks estão morrendo há um bom tempo. Agora, não só as vendas de netbooks despencaram vertiginosamente, como finalmente foram ultrapassadas pelos tablets – como deveria ser.

Os netbooks foram criados para expandir o mercado de PCs para usuários inexperientes: um computador pequeno e simples, com Linux amigável, para alguém que usaria apenas o básico. Daí o Linux saiu de cena, rejeitado pelos consumidores, e os netbooks viraram apenas laptops baratos e limitados com Windows. (No Brasil, eles nem eram baratos!) O conceito do netbook falhou, e com a chegada do iPad e seus concorrentes, ficou claro que o tablet era a forma de expandir a computação para usuários inexperientes – e experientes também.

Os netbooks não fornecem uma experiência boa o bastante ao consumidor para justificar mais que uma breve popularidade. E mesmo que agora eles estejam melhores – dá até pra assistir vídeo neles! – ainda é muito difícil encontrar um bom motivo para preferir um netbook em vez de um tablet. E não sou só eu – veja os números da ABI Research:

Tablets de mídia ultrapassaram as vendas de netbooks este trimestre, chegando a 13,6 milhões de unidades, contra apenas 7,3 milhões de netbooks. Os netbooks estavam à frente antes, com 8,4 milhões de remessas no primeiro trimestre, comparado a apenas 6,4 milhões de tablets vendidos.

Então digam adeus enquanto podem, amantes de netbooks – a menos, é claro, que vocês estejam ocupados demais brincando com seu iPad. [BGR]

Foto por Seth Dodson/Flickr