A LG anunciou nesta segunda-feira (30) seu alto-falante gamer, o UltraGear GP9. O dispositivo faz parte da linha de produtos UltraGamer, e é o primeiro sistema de som da LG projetado para atender um público que usa o computador essencialmente para jogar.

O UltraGear GP9 conta com a tecnologia de som 3D Gaming Sound, desenvolvida pela LG, que ajusta o áudio de acordo com o gênero do jogo. O alto-falante também tem microfones integrados, som surround 7.1 — quando plugado a fones de ouvido — e certificação de áudio de alta resolução. Além de iluminação personalizável, possui portas de entrada USB-C, AUX, óptica e Bluetooth. A autonomia da bateria é de cerca de 5 horas.

O microfone embutido tem tecnologia de cancelamento de eco de bate-papo por voz. É uma boa escolha para quem costuma se comunicar com amigos ou companheiros de equipe durante as partidas, mas não quer usar um headset convencional, diretamente na orelha.

Alternar entre diferentes estilos de jogo, por vezes, significa ter que alterar as configurações de saída de som manualmente. No caso do UltraGear GP9, esse ajuste é feito de maneira automática.

Imagem: LG Electronics/Divulgação
Imagem: LG Electronics/Divulgação

O alto-falante vem de fábrica com dois modos que personalizam o áudio do jogo de acordo com o que se está jogando. O modo FPS, por exemplo, permite que os fãs de Counter Strike, Rainbow Six e derivados consigam ouvir os mínimos detalhes de seu entorno — como um inimigo se aproximando na surdina e o som das balas tilintando no chão, por exemplo.

Já o modo RTS (sigla em inglês para real-time-strategy) garante que a gameplay de jogos por turnos, como Civilization, seja mais imersiva, por dar um quê de realismo ao som ambiente. Jogos de esportes, em que o barulho da torcida ajuda a criar uma atmosfera à parte, ou de corrida, onde o ronco do motor toma conta dos ouvidos, por exemplo, também tendem a ganhar com a tecnologia.

Assine a newsletter do Gizmodo

Segundo a LG, o preço de mercado é 549 mil wons, a moeda sul-coreana — ou R$ 2.445, sem os impostos. Nos EUA, o preço de pré-venda é de US$ 499. O dispositivo estará disponível para compra a partir do próximo mês de setembro — primeiro em mercados maiores. Quem puxa a fila são Coréia do Sul e nos Estados Unidos, e, depois deles, alguns países da Europa. Não se sabe ao certo se o produto será vendido no Brasil.