Firefox (Windows e Linux): A Mozilla lançou a versão beta do Firefox Lorentz, uma atualização para o Firefox anunciada este ano. O Lorentz traz para o Firefox isolamento de processos semelhante ao encontrado no Google Chrome, para evitar que o travamento de um plugin derrube todo o navegador.

Se você mudou para o Google Chrome, você já conhece o isolamento de processos. No Lorentz, quando um plugin trava, você recebe uma mensagem de erro (vista acima) em vez de ver o navegador reagindo devagar.

Hoje, os únicos plugins colocados por padrão no isolamento do Lorentz são o QuickTime, o Flash e o Silverlight. Vale ressaltar que o Lorentz atualmente não isola extensões (como faz o Chrome), apenas plugins. As configurações-padrão cobrem os plugins com os quais as pessoas têm mais problemas, mas se você precisar adicionar um plugin à lista, basta seguir esta dica do blog Mozilla Links:

Por exemplo, para colocar o plugin do Adobe Reader em um processo próprio, crie uma preferência booleana no about:config, dê o nome de dom.ipc.plugins.enabled.nppdf32.dll, escolha a opção "true", e reinicie. Para Java, o nome da preferência é dom.ipc.plugins.enabled.npjp2.dll. Você só precisa saber o nome da biblioteca (que você obtém em about:plugins), e criar a preferência de acordo. Da mesma forma, você pode desativar o OOPP para plugins específicos (mesmo os ativados por padrão) escolhendo a opção "false" nas respectivas preferências.

O Lorentz está em beta e a única grande mudança em relação à versão atual do Firefox — apesar de ser enorme! — é a inclusão do isolamento de plugins (mas extensões não são isoladas em um processo próprio). Nós não tivemos problemas de instabilidade usando-o no Windows 7, e os processos separados para cada instância dos plugins restritos com certeza tornou a navegação mais agradável. Você pode fazer o download do Firefox Lorentz para Windows ou Linux neste link: [Firefox Lorentz via Mozilla Links]