A Microsoft anunciou hoje a estreia de sua loja virtual no Brasil, a Microsoft Store. A ideia é pegar o bonde do crescimento das vendas online no país e criar um canal direto com o cliente. Mas a novidade fica por conta do formato: nada de comprar e esperar os Correios, os softwares serão vendidos em formato de download. Mas os preços cairão?

Segundo a Microsoft, a venda física fica de fora no “primeiro momento” da loja — ou seja, caso a moda do download pago não pegue, as caixinhas devem voltar. Por enquanto, os aplicativos disponíveis são: Windows, Office, Office for Mac, Expression, Project, Encorder Pro and Visio. Sobre os preços, ainda não há sinal de queda — há apenas uma promoção de parcelamento em 10 vezes sem juros — mas fica a expectativa para preços especiais: sem a logística, a fatia das lojas e a caixinha, nada mais natural do que preços menores. Não?

Bem, talvez não. Pelo menos ainda não. Por enquanto a Microsoft Store fica com a fama de primeira loja online da MS na América Latina e cria um canal mais prático para compra de software — mais fácil até do que baixar uma versão pirata, né? Resta saber como a loja afetará o preço dos produtos físicos e se existirão opções mais em conta para quem optar pelo download-only. [Microsoft Store]