Como o Pedro já explicou, há vários motivos para que a Nokia não faça sucesso nos EUA. Um deles é que americanos não costumam comprar celular desbloqueado: eles preferem comprar direto com a operadora, com contratos de fidelidade. Outro é que a tecnologia CDMA ainda é bastante forte nos EUA, e a Nokia faz mais celulares GSM, com chip. Para mudar isso, a Nokia fez um vídeo para explicar aos gringos que história é essa de "desbloqueado", e que "chips" é esse que não pode comer?

 

Brincadeiras à parte, o vídeo explica, em inglês, que aparelhos desbloqueados são bons porque permitem que o usuário troque de operadora quando quiser — desde que ela use GSM —, além de adquirir celulares que a operadora não oferece. E o chip, ou cartão SIM, é o que permite toda essa flexibilidade.

Americanos têm fama de burro (assim como os portugueses), mas pra mim eles só estão mal-acostumados: os EUA permitem fidelidade com a operadora de 24 meses, o que pra mim é um exagero, apesar de permitir preços muito baixos para os celulares — iPhone a 99 dólares, por exemplo. Mas, como bem lembra a Nokia, este vídeo deveria ter chegado nos EUA cinco anos atrás. [Nokia via Tudo Celular]