Desde o mês passado, circulavam rumores de que a Microsoft lançaria um novo smartphone sem muito alarde. Hoje, ele chegou: o Lumia 650 traz especificações medianas e é voltado para empresas – mas não tem o maior diferencial de produtividade do Windows 10 Mobile.

O destaque do Lumia 650 está no design: ele tem uma estrutura de alumínio anodizado cortada por diamante, que deve oferecer uma sensação mais premium do que o policarbonato encontrado no Lumia 950.

A tela AMOLED de 5 polegadas tem resolução HD (1280 x 720); “é de longe a nossa tela mais bonita neste nível de preço”, diz a Microsoft em um comunicado.

Por dentro, o Lumia 650 tem processador quad-core Snapdragon 212, 1 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno expansível por microSD.

A câmera traseira possui 8 megapixels e flash LED, enquanto a câmera frontal tem 5 MP e lente grande-angular para caberem mais pessoas na selfie. Com bateria removível de 2.000 mAh, o smartphone tem 6,9 mm de espessura e pesa 122 g.

lumia 650

A Microsoft diz que o Lumia 650 foi pensado para empresas porque ele tem a Cortana, roda Office, e permite sincronizar documentos com o OneDrive – coisas que também é possível fazer no iOS ou Android.

Ela também lembra que o smartphone roda apps universais, tem suporte embutido a aplicativos de negócios da Microsoft, e permite à equipe de TI testar atualizações do sistema com apps críticos da empresa antes de distribuí-las. Mas tudo isso é possível em qualquer dispositivo com Windows 10 Mobile.

No Windows 10 Mobile, o maior diferencial de produtividade é o Continuum, que permite conectar o smartphone a um monitor, teclado e mouse para fazê-lo rodar em modo PC – apps universais adaptam a interface para a tela maior. (Ele não roda programas tradicionais de desktop.) O Lumia 650 não tem suporte a esse recurso, que exige um processador Snapdragon 617/808/810 e 2 GB de RAM.

É que o Lumia 650 mira em um nível de preço mais modesto, girando em torno de US$ 199. Ele será lançado inicialmente em alguns países europeus a partir de 18 de fevereiro, nas cores branco e preto. Será que isso vai ajudar a reverter as vendas do Lumia, que sofreram a maior queda da história?

O site da Microsoft Brasil diz que “o Lumia 650 Dual SIM estará disponível em breve”, sem revelar mais detalhes.

O Windows Central – que veio publicando os rumores mais confiáveis sobre o Lumia 650 – diz que este será o “último Lumia” da Microsoft. Agora, os esforços devem se concentrar no “Surface Phone”, aparentemente feito pela engenharia de dispositivos premium da Microsoft. A Intel estaria envolvida co-desenvolvendo um chipset, levando a especulações de que o smartphone poderia rodar programas tradicionais (x86) do Windows.

[Microsoft via Windows Central]

Atualizado às 10h38