A Microsoft enviou convites para um evento em Nova York, nos Estados Unidos, no dia 23 de setembro, dentro de exatas duas semanas. Ela vai nos mostrar o novo Surface. E podemos dizer que veremos neste evento o futuro da Microsoft.

As atualizações para o Surface RT e Surface Pro (que devem se chamar apenas Surface a partir de agora) são um pouco misteriosas. Bem, as especificações técnicas do Pro vazaram, mas elas não são muito diferentes do que esperamos para um dispositivo atual nível ultrabook. O mais interessante é o que deve acontecer com o conceito geral do Surface – a Microsoft preparou mudanças significativas para a keyboard cover e o kickstand que solucionem as queixas feitas por muitos, ou ela vai manter o design e apostar nas melhoras de hardware possíveis com a diferença entre um ano entre os dispositivos?



Só as melhorias internas já seriam bastante significativas, especialmente no Pro. Os novos chips de baixa energia Haswell da Intel equipam notebooks e gastam realmente pouca energia – o novo MacBook Air tem bateria que dura 12 horas. O Surface Pro decepcionou muito em relação à bateria. Algumas das versões dos chips Haswell permitem até montar um laptop (ou um Surface) sem ventoinhas, o que diminuiria consideravelmente o peso do tablet. Talvez o suficiente para você sentir que está segurando um tablet de verdade. Junte a isso melhorias em dimensões (a tela de 10 polegadas Full-HD era um problema para o Pro) no Windows 8.1 e o Pro pode se tornar muito mais atraente. Ou os aspectos falhos do primeiro modelo podem continuar a prejudicar o Surface, independentemente de como as partes internas melhoraram.

ku-xlarge

Em relação ao RT, uma das principais melhorias que ele precisa é uma tela melhor. Mas ele também vai usar o ecossistema de apps do Windows 8, que teve um ano para se aprimorar – mas ainda assim não está na melhor forma. Segundo rumores, ele terá um processador Tegra 4 e uma tela 1080. O hardware em si era lindo, até mais que o do Surface Pro. Tão bonito que esperamos que a nova versão seja boa o suficiente para justificar a compra.

O convite em si mostra o teclado tradicional do Surface, o que indica que o design não deve mudar. Significa também que o terrível trackpad não deve ser melhorado.

Esta é a geração de chips para qual o Surface foi feito, e a Microsoft teve um ano para anotar todas as queixas de usuários para fazer o Surface ficar melhor. Vamos saber se isso realmente vai acontecer dentro de algumas segundas-feiras.

ku-xlarge (1)