Bateria – o nêmesis de todo dono de smartphone.  Você já deve saber muito bem que assistir um monte de episódios da sua série favorita na Netflix ou passar a tarde jogando Minecraft no celular não é algo muito amigável a bateria do seu aparelho, mas existem muitos outros fatores sugadores de carga que você talvez desconheça. Abaixo mostramos alguns exemplos.

Sinal ruim

Se o seu aparelho não consegue manter a conexão em uma rede celular ou Wi-Fi, ele terá de trabalhar mais, usando mais da bateria para que você se mantenha conectado. O caso é o mesmo tanto para sinal fraco quanto áreas congestionadas, por exemplo, quando 15 de seus amigos estão todos tentando usar a única rede da sua casa.

Além de se mudar para uma região do país com um sinal melhor ou mandando todos os seus amigos pra fora da sua casa, não há muito que se possa fazer neste caso. A melhor opção é colocar o seu celular no modo avião até quando você tiver certeza que terá um sinal melhor. Além disso, desativando o sinal celular você ainda consegue fazer uso de redes wi-fi (desde que elas não estejam sobrecarregadas com outros usuários, é claro). Não é o conserto perfeito, mas pelo menos você não fica completamente sem uma conexão.

Temperaturas extremas

Baterias de íon de lítio não gostam de temperaturas quentes ou frias demais – por isso é mau sinal quando um celular superaquece quando é carregado – então tente manter seus dispositivos longe da geladeira ou de um carro fechado durante um dia quente de verão. Na pior das hipóteses seu telefone vai apenas parar de funcionar e desligar.

Enquanto os efeitos de temperaturas frias são apenas temporários, superaquecer o seu celular constantemente pode causar uma queda permanente no desempenho da bateria. Pois os químicos dentro dela são sensíveis à mudanças de temperatura, que afetam a energia disponível para o seu telefone, significando que você precisará carregar o seu celular com mais frequência.

Localizador

Localizadores fazem o seu celular trabalhar mais, usando mais da bateria. A boa notícia é que os aparelhos estão se tornando cada vez melhores em rastrear localização GPS de maneira mais eficiente, tanto Android quanto iOS têm feito melhorias na maneira em que aplicativos podem identificar a sua localização em segundo plano.

Apesar destas melhorias, a função ainda é um problema, então desabilitar o rastreamento ou restringir o número de apps que podem usar esta função é uma maneira de economizar a carga da bateria. Vá até Configurações, segurança e localização, e permissões de aplicativo no Android, ou Configurações, Privacidade e Serviços de Localização no iOS para fazer mudanças em cada app.

Carregamento constante

Esta é outra área em que os telefones de hoje em dia são muito melhores que os antigos – quando era melhor acabar com a carga completa do celular antes de iniciar uma nova. Agora, gastos curtos da carga são melhor para a vida útil da bateria em longo termo do que carregá-la por completo e deixá-la descarregar até o fim. Idealmente, você vai querer manter o nível da bateria sempre entre 40 e 80%.

É claro que isso não é muito prático a não ser que você tenha sempre acesso a um interruptor e possa constantemente monitorar o nível da bateria em seu celular, mas é algo a se considerar caso queira que a bateria do seu aparelho dure por mais tempo. E caso você vá deixar de usar o seu telefone sem uso por um longo período, desligue-o com 50% da carga.

Telas grandes

Depois da carga usada pelos equipamentos de comunicação do seu telefone, a tela é a segunda ameaça a vida útil saudável da bateria – e conforme as telas ficam maiores, com bordas cada vez menores e mais pixels, elas precisam de mais energia para funcionar. Caso você possa desligá-la com mais frequência, ou cheque o seu celular menos vezes, isso pode fazer uma diferença.

Sem dúvida você já deve ter ouvido que a quantidade do brilho da tela economiza bateria, mas o que você talvez não saiba é que isso economiza mais carga do que você pode imaginar, então vale a pena experimentar. Você também deve alterar o tempo necessário para a tela desligar automaticamente. Todos estes ajustes podem ser administrados nos menus Tela ou Tela e Brilho nas configurações do seu celular.

Som alto

Esta função vai ser ou muito óbvia ou algo que você sequer chegou a considerar: som alto gasta mais energia da bateria do seu celular, apesar das diferenças não serem tão grandes, depende muito de quanto consomem os alto-falantes do seu aparelho. Usar o modo silencioso ou investir em um par de fones de ouvido é uma maneira de estender a vida útil da sua bateria.

E você não deve se preocupar apenas com apps musicais quando se trata de som – há som no vídeo que você assiste no Netflix, YouTube, e todos aqueles vídeos que rodam sozinhos no Facebook, Snapchat e Instagram.

Uso de aplicativos

Finalmente, você não deve precisar da gente te avisando que seus apps começam a gastar a bateria do seu telefone assim que são abertos. No entanto, você pode descobrir quais estão gastando mais: abra o menu Bateria em Configurações/Ajustes no Android ou iOS para ver uma lista. Caso um app esteja gastando demais, procure entender o motivo ou veja se uma versão atualizada está disponível.

Como mencionamos antes, tanto Android quanto iOS têm ferramentas muito competentes para administrar o uso da bateria, restringindo o que aplicativos podem fazer em segundo plano, com opções ainda mais restritas quando o nível da bateria está baixo.