A Motorola se salvou no passado apostando forte no Android, mas eles estagnaram. Jha diz que “claramente, todo nosso foco hoje é o Android”. Quem sabe apostar em uma segunda plataforma seja a resposta?

Jha diz que a empresa vai observar o Windows Phone para decidir se ele se torna um ecossistema viável. Não está claro qual plataforma deve sobreviver no longo prazo além do Android e do iOS: dentre o webOS, o BlackBerry OS e o Windows Phone, alguém deve morrer no futuro, sugere Jha. O Windows Phone tem potencial, mas as vendas vêm decepcionando.

O acordo entre Nokia e Microsoft inclui um pagamento na casa dos bilhões de dólares à Nokia, além de permissão para alterar o sistema e acesso antecipado a novas versões do Windows Phone. É duvidoso que a Microsoft feche um acordo semelhante com a Motorola, mas não é a primeira vez que a Motorola se mostra disposta a adotar o Windows Phone 7. É esperar para ver. [Fierce Wireless via Business Insider; imagem via]