Os abrigos antibomba das gerações passadas? Talvez não sejam bobagem quando se trata de sobreviver em um ataque nuclear – pelo menos de acordo com oficiais do governo americano, que lançaram um estudo sobre procedimentos de emergência a se tomar depois de um ataque assim. O conselho deles? Não fuja; apenas não saia de casa.

O New York Times diz que a administração do Obama está numa missão para garantir que os cidadãos americanos estejam preparados, caso algo assim aconteça. Isto inclui o manual federal de preparação (PDF) que eles lançaram para oficiais em junho, além de um guia mais detalhado para oficiais locais e estaduais que ainda está sendo preparado.

Uma fonte anônima disse ao jornal que, assumindo que você não seja aniquilado na explosão, estes ataques são “mais fáceis de se sobreviver do que as pessoas pensam. O importante é evitar a chuva radioativa.” Isto poderia ser tão simples quanto ficar no carro por “várias horas”, o que reduziria as mortes em estimados 50%. Porões são o ideal. Usando a cidade de Los Angeles como exemplo, 285.000 pessoas morreriam na chuva radioativa se não procurassem abrigo. Se essas pessoas ficassem dentro de um carro, apenas 45.000 morreriam.

A moral da história é: NADA DE PÂNICO. E, talvez, se você for paranoico o suficiente e tiver grana e tempo, faça um daqueles abrigos antibomba tão chiques pra você. [NY Times]