Ciência

NASA capta momento que “Cometa do Diabo” se aproxima do Sol; veja

12P/Pons-Brooks chegou ao ponto mais próximo ao Sol no último domingo (21), imagens mostram a cauda curva do "Cometa do Diabo" e explosões solares
Imagem: Wikimedia Commons/ Reprodução

No último domingo (21), o “Cometa do Diabo” atingiu o seu periélio, o ponto mais próximo do Sol em sua trajetória. E o observatório solar espacial da NASA, STEREO-A, registrou o momento do astro viajando em direção à estrela.

whatsapp invite banner

Carregador Portátil (Power Bank) I2GO 10000mAh 2 Saídas
R$ 130/

Em vídeo divulgado pela agência, é possível observar o cometa próximo de Júpiter (o ponto brilhante), no mesmo momento que ocorre uma ejeção de massa coronal do Sol, no lado direito da imagem. Na imagem, também é possível ver uma curva na cauda do “Cometa do Diabo“, classificado oficialmente como 12P/Pons-Brooks. Veja abaixo:

NASA capta momento que “Cometa do Diabo” se aproxima do Sol; veja

(Imagem: NASA/ Reprodução)

 

Próximos passos do “Cometa do Diabo”

A última vez que o 12P/Pons-Brooks havia se aproximado do Sol foi em 1950. Como este é um cometa do tipo periódico, isso significa que ele continuará a passar próximo da estrela, em intervalos de cerca 70 anos.

Em sua trajetória, irrompeu em novas explosões desde meados de outubro, o que fez com que ganhasse espaço na mídia. Por enquanto, cientistas ainda não identificaram a causa exata dessas explosões, mas Richard Miles, da British Astronomical Association, acredita que o 12P possa ser um dos poucos cometas conhecidos que contêm vulcões de gelo ativos.

Se isso for confirmado, o “magma” desses vulcões são compostos de uma mistura fria de hidrocarbonetos líquidos e gases dissolvidos. Aprisionados sob uma superfície com consistência de cera, as substâncias podem explodir quando a luz do Sol abre uma fissura.

Em uma dessas explosões, em julho de 2023, por exemplo, o 12P/Pons-Brooks fez com que a nuvem de poeira e gás que circunda o cometa, também conhecida como coma, expandisse. Assim, ela ficou em formato semelhante a uma ferradura, característica que fez com que o astro ganhasse o apelido de “Cometa do Diabo”.

No mês de junho, o cometa se aproximará da Terra. Especialistas estimam que ele deve chegar a 232 milhões do nosso planeta.

Contudo, não há motivo para preocupação de colisão. Por ter uma órbita bastante inclinada, ele deve passar entre a Terra e o planeta Vênus.

O Giz Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.
Bárbara Giovani

Bárbara Giovani

Jornalista de ciência que também ama música e cinema. Já publicou na Agência Bori e participa do podcast Prato de Ciência.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas