NASA planeja uso de “robô cobra” para explorar lua de Saturno

Robô em formato de cobra vai permitir à NASA desbravar tanto a superfície quanto o subsolo de Encélado, a 6ª maior lua de Saturno
NASA planeja uso de "robô cobra" para explorar lua de Saturno
Imagem: NASA/JPL-CalTech/Reprodução

Um tipo diferente de robô vai desbravar Encélado — uma das 82 luas de Saturno — para a NASA: é um mecanismo robótico em forma de cobra. 

whatsapp invite banner

Desenvolvido pelo laboratório de robótica do JPL, da NASA, o EELS (Exobiology Extant Life Surveyor) reproduz a estrutura física do réptil, porque o robô deve explorar tanto o subsolo quanto a superfície do astro. 

A expectativa é que, dessa forma, o sistema consiga atravessar a crosta gelada da lua e cavar em busca do oceano líquido que astrônomos acreditam existir logo abaixo. 

Na prática, o EELS não passa de um robô automotor construído com segmentos idênticos e múltiplos. São esses mecanismos de propulsão que possibilitam a comunicação entre os componentes eletrônicos e que a cobra deslize pelo terreno lunar. 

Os engenheiros já criaram o protótipo da cobra robô. No vídeo, é possível identificar os segmentos e como essa cadeia possibilita o movimento. Assista: 

Além de ser potencialmente útil em Encélado, o robô cobra da NASA também pode ser usada para desbravar outros planetas, como Marte. A expectativa é especialmente alta para usá-lo no planeta vermelho, pois há evidências de que pode existir água embaixo das dunas marcianas. 

Robô cobra pode encontrar vida em Encélado? 

Encéfalo é a sexta maior lua de Saturno e motivo de curiosidade dos astrônomos. Isso porque o satélite possui formações geológicas que se parecem com crateras, o que levanta a hipótese de que tenham se formado naturalmente. 

Cientistas já descobriram que o satélite tem temperatura média de -198ºC. Em termos de comparação, a temperatura mais baixa já registrada na Terra foi de -82,9ºC, em 1983, na estação do lago Vostok, na Antártica. 

Por causa do frio intenso, a lua está com a superfície coberta por uma camada de gelo e existe a hipótese de que, logo abaixo da crosta, exista um oceano de água líquida. 

Além disso, há evidências de que Encélado possa ter os seis elementos essenciais à vida – hidrogênio, oxigênio, carbono, nitrogênio, enxofre e fósforo. 

Isso não torna a lua habitada, mas habitável. Ou seja, microrganismos poderiam prosperar ali, aumentando as chances dos cientistas de encontrar vida extraterrestre – não necessariamente inteligente. 

Julia Possa

Julia Possa

Jornalista e mestre em Linguística. Antes trabalhei no Poder360, A Referência e em jornais e emissoras de TV no interior do RS. Curiosa, gosto de falar sobre o lado político das coisas - em especial da tecnologia e cultura. Me acompanhe no Twitter: @juliamzps

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas