Quando se trata de enfeites de Natal – a árvore de plástico, os ornamentos, o pisca-pisca – você já deve saber onde quase tudo é feito: o aviso “made in China” não deixa muita margem para dúvidas. Mas na verdade, há uma cidade inteira na China com fábricas especializadas em enfeites de Natal.

Vários jornalistas foram visitar a cidade chinesa de Yiwu, a 300 km no sul de Xangai. Lá, trabalhadores em 600 fábricas produzem 60% das decorações de Natal no mundo.

Eles ganham o equivalente entre R$ 500 e R$ 1.300 por mês, por uma jornada de trabalho de 12 horas ou mais, seis dias por semana. A BBC diz que a mão de obra é tão barata que fazer decorações de Natal à mão sai mais em conta que usar máquinas para automatizar o processo.

O fotógrafo Toby Smith viajou para Yiwu há alguns meses e documentou as condições de trabalho. Ele acompanha as decorações do chão de fábrica até o navio de carga que vai levá-los aos EUA:

Imagens da agência de notícias Sina mostram funcionários em pé cobertos de poeira vermelha e usando máscaras cirúrgicas: é o interior de uma fábrica que produz ornamentos e objetos revestidos em feltro vermelho. O Guardian descreve as condições de trabalho:

Junto com seu pai, [Wei] trabalha longas horas no covil salpicado de vermelho, pegando flocos de isopor, mergulhando-os em um banho de cola e colocando-os em uma máquina de revestimento em pó até que eles fiquem vermelhos – e fazendo 5.000 unidades todos os dias.

No processo, os dois acabam polvilhados da cabeça aos pés em um fino pó vermelho. O pai dele usa um chapéu de Papai Noel (não por causa do Natal, diz ele, mas para impedir que seu cabelo fique vermelho) e ambos trocam de máscara pelo menos 10 vezes por dia, tentando não respirar o pó.

UK Retailers To Increase Toy Imports From China

Segundo a BBC:

Eu vejo uma menina costurando uma borda felpuda branca em um feltro vermelho a uma taxa de cerca de dois chapéus por minuto, e à medida que ela termina cada um, ela simplesmente os empurra para a frente de sua mesa onde eles caem, silenciosamente, em uma pilha cada vez maior no chão.

No andar de cima fica o setor de moldagem de plástico, composto principalmente por homens jovens, que precisam ficar sem camisa por causa do calor… Eles colocam grãos de plástico vindos da Samsung em máquinas para derreter, prensar e moldar o material para fazer bonecos de neve e de Papai Noel.

UK Retailers To Increase Toy Imports From China

Na verdade, os jornalistas viajaram para Yiwu por volta de julho/agosto. Em setembro, as fábricas param de produzir enfeites de Natal, e começam a fazer itens relacionados à Páscoa e ao Dia dos Namorados (comemorado em fevereiro em vários países). Depois, elas passam a produzir enfeites para o Dia das Bruxas, até voltarem a se dedicar ao Natal – e o ciclo recomeça. [SinaGuardian, BBC, Quartz]

Fotos por Toby Smith e Getty Images