A internet transformou o SAC. Funciona mais ou menos assim: algo não está bom em um serviço. Os usuários reclamam. As empresas, cada vez mais rápido, respondem às solicitações públicas (normalmente apresentando soluções ou prometendo melhorias). Foi o que aconteceu com o Netflix Brasil ontem: depois de ouvir repetidas vezes a demanda por um recurso absolutamente simples, cuja falta tem sido sentida desde a estreia do serviço, a empresa conversou com seus seguidores no Facebook. E sugeriu uma gambiarra.

Uma das minhas primeiras impressões do Netflix quando o testei há várias semanas, no dia de sua estreia, foi a falta de uma lista de filmes que eu ainda quero assistir, mas não agora. Quase não consigo pensar em um recurso mais óbvio e necessário, especialmente para quem entra pela primeira vez e está dando uma olhada nos filmes que ainda pretende assistir. E não parece algo difícil de implementar (desenvolvedores, corrijam-me se eu estiver errado — afinal, tudo sempre parece mais fácil para quem não tem que fazer). Mas, em vez de trabalhar para oferecer logo este desejado novo botão na interface, a Netflix falou o seguinte aos seus seguidores no Facebook:

Se você quer criar uma lista com os filmes da Netflix que pretende assistir no futuro, aí vai uma dica: dê o play para começar a assistir o vídeo e pause na seqüência. No alto, à esquerda da sua página inicial, você vai ver a sessão Assistidos Recentemente. Clicando nela, você tem acesso à seu histórico completo, com direito à todos os filmes já assistidos. Pronto! Você já tem sua lista de desejos à sua espera.

Sério, Netflix? Sério mesmo?

Eu poderia discorrer um bocado sobre os motivos disso ser simplesmente errado, mas vou deixar os próprios usuários que comentaram no Facebook falarem por mim:

“Uma solução meia boca, que funciona com ressalvas. Toda vez que você começar a ver um filme, por exemplo, se você tiver linkado o Facebook vai aparecer no seu perfil que você está vendo aquele filme, quando na verdade estava só adicionando na sua lista.” – Henrique Oliveira

“Pra que resolver o problema se a gente pode dar o jeitinho brasileiro, né?!” – Tiago Freitas

“Assistidos recentemente não é o mesmo que assistir futuramente.” – Junior Scaranelo

“Gambiarra por gambiarra, eu acho esta outra melhor, pois lhe permite habilitar no PC o acesso à fila de filmes (Instant Queue), que existe e funciona, porém está apenas “desligado”: http://filmes-netflix.blogspot.com/2011/10/crie-sua-lista-de-filmes-assistir.html ” – Ricardo Ferreira

Em defesa, a Netflix comentou que “a dica sugerida é apenas uma maneira simples de colocar todos os filmes já assistidos em uma mesma lista”, mas as críticas continuaram.

De minha parte, só tenho a repetir: sério, Netflix? Sério mesmo?